quarta-feira, 22 de Novembro de 2006

EVANGELHO DE HOJE - LUCAS 19, 11-28

Comentário ao Evangelho do dia feito por S. Serafim de Sarov (1759-1833), monge russo
Conversa com Motovilov

"Fazei render a mina durante a minha viagem"

É na aquisição do Espírito Santo que consiste o verdadeiro objectivo da nossa vida cristã; a oração, as vigílias, o jejum, a esmola e as outras acções virtuosas feitas em nome de Cristo não são mais do que meios para o adquirir... Sabeis o que é adquirir dinheiro?
Com o Espírito Santo, é parecido.
Para a gente comum, o objectivo da vida consiste na aquisição de dinheiro, no ganho. Além disso, os nobres desejam adquirir honras, sinais de distinção e outras recompensas concedidas por serviços prestados ao Estado.
A aquisição do Espírito Santo é também um capital, mas um capital eterno, fonte de graças, semelhante aos capitais temporais e que se obtém pelos mesmos processos. Nosso Senhor Jesus Cristo, o homem-Deus, compara a nossa vida a um mercado e a nossa actividade na terra a um comércio.
Ele recomenda a todos: "Façam render até que eu volte" e S. Paulo escreve: "Tirai bom partido do tempo presente porque os nossos dias são incertos" (Ef 5,16).
Por outras palavras: Despachai-vos para obterdes bens celestes negociando mercadorias terrestres. Essas mercadorias não são senão as acções virtuosas praticadas em nome de Cristo e que nos conferem a graça do Espírito Santo.

www.evangelhoquotidiano.org

2 comentários:

J disse...

Joaquim,

Li o seu textoe reli, fez-me pensar. Vi Deus em cada palavra,e rezei.

Cada vez tenho que Lhe agradecer mais por estar presente nest blog, e por me fazer rezar ao lê-lo.

Mas foi então que uma questão me inundou, como definiria Espirito Santo?
Eu sei o que é, mas só sei explicar que já O senti, não o se explicar, não sei dizer se é um meio de transporte no caminho de encontro com Deus, não sei se é uma lufada de ar divino que nos invade a vida terrestre, ou se é um bocadinho de Deus que nos preenche por dentro. Desculpe a pergunta,mas foi mais por curiosidade de saber qual seria a sua resposta.

Um grande beijinho

joaquim disse...

Joana

Obrigado pelas tuas palavras, que "reenvio" para Quem me inspira.
O texto não é meu como deves ter percebido, mas achei importante dá-lo a conhecer.
Ah Joana, se eu pudesse "definir" o Espírito Santo já estaria na glória de Deus, mas percebo a tua pergunta.
Respondo-te com um novo texto que acabei de colocar no blog e que já escrevi em 2001.
É o que eu sinto, é sobretudo o que eu tento viver, ou melhor, o que eu tento deixar que o Espírito Santo faça em mim.
Abraço em Cristo