sexta-feira, 2 de novembro de 2007

10 ANOS...ESCLARECIMENTO...

Em mails e comentários, preocupam-se algumas amigas e amigos que ganhei nestes espaços dos blogues, com o testemunho de vida que me proponho dar.
Do fundo do coração: Obrigado!
Sinto-vos tão perto, (e nem sequer vos conheço pessoalmente), que só posso dar graças a Deus por vós.
Deus fala-nos de muitas maneiras e uma delas é com certeza, através das pessoas que vão passando nas nossas vidas, muito especialmente as amigas, os amigos, que por nós se interessam, que nos protegem, que connosco se preocupam.
Se nunca foi minha intenção expor a minha vida passada, (com tudo o que ela teve de “inenarrável”), pensava no entanto revelar certas coisas, (para dar mais força ao testemunho, julgava eu), o que já não farei, porque vos ouvi, porque vos escutei, porque acredito que o Senhor me quis alertar e encaminhar servindo-se de vós.
Que bondoso e grande é este Deus que se serve de nós para nos ajudarmos mutuamente a conhecê-Lo melhor, para melhor O amarmos.
Este testemunho, que irá sendo escrito à medida que for sentido no meu coração, basear-se-á sobretudo no caminho do encontro pessoal com Cristo e tudo aquilo que Ele foi mudando na minha vida.
Faço-o porque me lembro de alguns testemunhos que ouvi e me ajudaram a caminhar, me deram forças para acreditar.
Faço-o, colocando-o nas mãos de Deus, para que Ele, dele se sirva, tocando os corações que quiser tocar, ou se deixarem tocar.
Faço-o para que aqueles que já não acreditam, saibam que há sempre tempo para acreditar.
Faço-o para que aqueles que apenas praticam o preceito, a prática religiosa, possam perceber que estão a perder um manancial de graças que o Senhor derrama naqueles que para além de praticar, procuram viver a fé no seu dia a dia e em tudo.
Faço-o, em último lugar, porque sinto que o devo fazer agora.
Nada é meu, porque tudo pertence ao Senhor da vida.
Reconciliado com o meu passado, (que assumo com alegria no Seu perdão), agradeço-o a Deus, entendendo-o como uma “escola” que Ele permitiu na minha vida, para melhor perceber que sem Ele a vida não tem sentido.
Que não haja orgulho em mim, mas apenas vontade de O servir, disponibilizando-me para os outros.

8 comentários:

Fa menor disse...

Amigo Joaquim,
na verdade não há necessidade de te expores.
Quem nunca foi, em determinadas alturas, ovelha desgarrada?
E Deus ama-nos, apesar de a todo o passo tropeçarmos.
Que o amemos nós também com todo o coração e ao nosso próximo como Ele nos amou, e não apenas para cumprir o preceito!
Muita força e coragem para ti, meu querido amigo

Abreijos em Cristo

Fa-

antonio disse...

Este teu texto é uma verdadeira carta missionária.

malu disse...

Que muitos se sintam tocados nos seus corações, recebam a graça do seu encontro pessoal com Cristo e encontrem o Caminho.

Abraço em Cristo.

anawîm disse...

Amigo Joaquim...
deixa-me agradecer-te o dom de Deus imenso que és para mim...!

Abraço forte, no Abraço do Deus-Todo-Amor

joaquim disse...

Amiga Fa

Obrigado pelas tuas palavras, que se vêm juntar a outras e me servem de guia.

Não te preocupes, deixar-me-ei conduzir...

Abraço forte e amigo em Cristo

joaquim disse...

Caro António

Obrigado...espero que sim...

Abraço muito amigo em Cristo

joaquim disse...

Amen, Malu, que assim seja, para glória do nosso deus e salavção dos homens!

Abraço muito amigo em Cristo

joaquim disse...

Anawîm, amigo Anawîm...

Deixas-me sem palavras...

Faço minhas as tuas palavras referindo-me a ti!

Abraço forte e amigo em Cristo que nos ama com amor infinito