quarta-feira, 11 de novembro de 2009

AMAR A DEUS ACIMA DE TODAS AS COISAS

.
.
Seguiam com ele grandes multidões; e Jesus, voltando-se para elas, disse-lhes:
«Se alguém vem ter comigo e não me tem mais amor que ao seu pai, à sua mãe, à sua esposa, aos seus filhos, aos seus irmãos, às suas irmãs e até à própria vida, não pode ser meu discípulo.
Quem não tomar a sua cruz para me seguir não pode ser meu discípulo. Lc 14, 26-27

Palavras duras, quase incompreensíveis, quase inaceitáveis para a nossa humanidade, para o nosso modo de pensar no dia-a-dia.

Como pode Jesus Cristo dizer-nos que O devemos amar acima daqueles que Ele mesmo nos deu, acima da vida que Ele mesmo criou em nós?

Parece quase um acto possessivo, ciumento, impossível de aceitação por nós, homens!

E no entanto são palavras de amor e revestidas de amor!

Poderíamos dizer tanto, meditar tanto sobre estas palavras, mas detenhamo-nos apenas naquilo que é mais directo às nossas vidas, ao nosso viver, aos nossos anseios e esperanças.

Se construímos as nossas vidas tendo em primeiro lugar o amor àqueles que nos rodeiam, sejam eles nossos pais, nossos filhos, nossa família, nossos amigos, estamos a construir a vida sobre algo que acaba, sobre algo que tem fim aqui neste mundo, e então quando esses nos faltam a nossa vida desmorona-se, torna-se quase impossível de viver, porque lhe falta tudo aquilo sobre que foi construída e vivida.
Sabemos bem que alguns até se desesperam, não conseguem reagir e assim sendo nunca mais têm alegria na vida, depois da morte de um ente querido.

Se construímos as nossas vidas colocando em primeiro lugar a nossa vida, ou seja, se é na nossa vida que colocamos toda a nossa esperança, todos os nossos anseios, toda a nossa confiança, estamos a construir a vida sobre algo muito frágil, e quando a doença acontece, quando o insucesso bate à porta, tudo se desmorona e não temos mais em que acreditar, em que confiar, em que esperar, por isso não aceitamos o que nos acontece, e são tantos os que põe termo à vida nessas circunstâncias.

É por isso que Jesus nos diz que Lhe devemos ter mais amor e acima de tudo o resto.

Porque é o Seu amor por nós e o nosso amor por Ele que devem iluminar e dar sentido a todos os nossos “outros amores”.
Com efeito, se amarmos os outros, a nossa vida, com o amor que nos vem de e com Cristo, impregnados do Seu amor, então tudo pode acabar, mas o amor não acaba, porque o amor de Deus é eterno.
E os outros, e a nossa vida, tudo se reveste de esperança, porque tudo está envolvido no amor comunhão com Deus e como sabemos e acreditamos quem morrer com Cristo, com Ele viverá.
«Mas, se morremos com Cristo, acreditamos que também com Ele viveremos.» Rm 6,8

Então vivendo em primeiro lugar esse amor a Deus, tudo tem sentido, até mesmo a partida daqueles que nos são queridos e que envolvidos por nós no amor de Deus, continuam por nós a serem amados na esperança sempre viva de que não morreram, vivos no amor e na paz de Deus.

E a nossa vida pode sofrer doenças, dificuldades, problemas, insucessos, porque muito mais do que a própria vida, vive em nós o amor de Deus e a Deus, e assim tudo isso que possa acontecer nos serve de caminho, nos serve de ensinamento, nos serve para percebermos que mesmo na adversidade, Deus nos ama, e que se O amarmos também com todas as nossas forças, tudo é vida, tudo é confiança, tudo é esperança.

Todos e tudo aquilo que nós possamos amar, os nossos pais, os nossos esposos, os nossos filhos, a nossa família, os nossos amigos, até o nosso trabalho e aquilo que temos, é fruto do amor de Deus, por isso só tem sentido se amarmos primeiro…o Amor que os criou.


Senhor,
ensina-nos a amar-Te acima de todas as coisas.
A amar-Te com o Teu amor,
a tudo amarmos com o Teu amor,
para que no Teu amor, tudo o que amamos,
seja vida e presença Tua
connosco e em nós.
Amen.
.
.

8 comentários:

Dulce disse...

Olá Joaquim. Depois de ler esta sua reflexão fiquei pensando em como tenho sido um pouco cobarde talvez...porque nunca quis debruçar-me sobre essas palavras de Jesus por não conseguir entende-las na sua totalidade. Sempre que tentei fiquei-me sempre por aqui:"Como pode Jesus Cristo dizer-nos que O devemos amar acima daqueles que Ele mesmo nos deu, acima da vida que Ele mesmo criou em nós?" e fui deixando em banho-maria. Amando Deus, tentando servi-lo conforme o meu coração dita e sem me questionar.
Hoje dou graças a Deus pelo entendimento através das suas palavras.
Que somos nós se não amarmos Deus de maneira incondicional, acima de todas as coisas? somos nada!
Somos apenas barcos à deriva e à mercê das tempestades.
Mais uma vez agradeço a Deus por me falar através de si.
Abraço em Cristo e Maria

joaquim disse...

Amiga Dulce

Obrigado pelas suas palavras.

É sempre louvando a Deus que sabemos que as palavras proferidas ou escritas serviram para alguém.

Que Deus te abençoe.

Abraço amigo em Cristo e Maria

anareis disse...

Estou fazendo uma Campanha de Natal para crianças necessitadas da minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,são crianças que não tem nada no Natal,as doações serão destinadas a compra de cestas básicas-roupas-calçados e brinquedos. Se cada um de nós doar-mos um pouquinho DEUS multiplicará em muitas crianças felizes. Se voce quiser ajudar é fácil,basta depositar qualquer quantia no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Voce verá como doar faz bem a Alma,obrigado. meu email asilvareis10@gmail.com

Fernanda Rocha disse...

Olá Joaquim, a paz de Cristo!

Belas palavras, belo texto. Transbordando do amor de Deus!

As palavras de Deus são atemporais. São verdades de ontem, hoje e sempre.

Precisamos não apenas lê-las, mas meditá-las, debruçar-mos sobre ela e irmos além.

Assim você fez. Trouxe um sentido às palavras de Deus. Como a Dulce, eu ainda não havia compreendido o seu sentido. Hj compreendo o sofrimento de tantas pessoas por causa dessas palavras.

Obrigada irmão.

Fica com Deus.

DE MÂOS DADAS disse...

Na verdade estas palavras da Biblia parecem mesmo duras e parecem mesmo um contra senso, mas elas só podem ser verdade numa outra dimensão a do Amor Infinito de Deus aquele que nunca morre.

"Se alguém vem ter comigo e não me tem mais amor que ao seu pai, à sua mãe, à sua esposa, aos seus filhos, aos seus irmãos, às suas irmãs e até à própria vida, não pode ser meu discípulo.
Quem não tomar a sua cruz para me seguir não pode ser meu discípulo. Lc 14, 26-27"
Desconcertante...
Eu sempre pensei que amando o meu próximo como a mim mesmo cumpriria o segundo mandamento, mas na verdade o primeiro é o primeiro...
Amarás o Senhor teu Deus....
Muito se aprende por aqui, basta ler e meter o miolito a funcionar
Abraço em Cristo e obrigada.
Utilia

joaquim disse...

Obrigada Fernanda Rocha, pela visita e pelas palavras que aqui deixas.

O sentido das palavras de Jesus Cristo está sempre lá e é sempre muito mais simples do que o imaginamos e sobretudo tem sempre uma mensagem para cada momento das nossas vidas.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amiga Utilia

Obrigado!

Por isso mesmo Jesus insiste sempre no Primeiro Mandamento!

É que sem ele os outros carecem de sentido!

Abraço amigo em Cristo

Gracita disse...

amigo joaquim pois este texto realmente tem muito que se lhe diga e desde ja aqui lhe deixo o meu testemunho ,pois eu comecei amar a DEus relativamente á pouco apesar de ser catolica desde o meu batismo mas amar mesmo foi á pouco tempo mas desde ai realmente minha vida mudou e encaro as coisas com outros olhos e minha relação com o proximo é muito mais de amor,doação. Nada temo ,pois Deus me ama ,convidava-o a ver no meu blog ,Desabafos com DEus pois fiz isto em homenagem a Cristo e para mostrar a todos o quanto nossa vida muda quando amamos a DEus ,obrigada ,por tao lindas reflexoes.