quinta-feira, 2 de agosto de 2007

"CÂNTICO BRANCO"

«"Vem por aqui" — dizem-me alguns com os olhos doces
Estendendo-me os braços, e seguros
De que seria bom que eu os ouvisse
Quando me dizem: "vem por aqui!"
Eu olho-os com olhos lassos,
(Há, nos olhos meus, ironias e cansaços)
E cruzo os braços,
E nunca vou por ali...» José Régio

Se eu vim ao mundo,
Foi para Te seguir, Senhor,
E rasgar com os passos que Tu me dás
A indiferença e o abandono
A que são votados os desprezados
Da sociedade.
A minha glória é esta:
Seguir-te sempre
Ser todo entregue a Ti...
Tudo o mais que eu faça,
Não vale nada,
Se não for feito conTigo
Se não for Tua vontade...
Nada me pode dar o mundo,
A não ser aquilo que Tu,

Senhor,
Queres que ele me dê...
A minha força vem de Ti,
E se por vezes fico fraco,
É porque me afasto do Teu amor...
No mundo corre o sangue que morre,
Só do Teu Lado corre o Sangue da Vida...
E quando me abro ao Teu Espírito,
E deixo que Ele faça em mim,
Sinto alegria, paz e tranquilidade e amor
E sinto cânticos de louvor
Que do coração
vêm aos meus lábios...
E louvo-Te Senhor
Porque me deste pai e me deste mãe,
E neles Tu me criaste Senhor,
Para que no Teu Coração
No Teu amor,
Sem principio nem fim,
Eu possa viver por Tua graça,
Para a eternidade em Ti...
Que o mundo não me diga para onde ir,
Porque eu não vou...
O meu caminho é o Teu,
Que a Tua Igreja me aponta...
A minha vida “alevanta-se”
Porque és Tu que a despertas...
Já não quero ser eu a viver,
Mas sim que Tu vivas em mim...
Sei bem para onde ir,
Porque és Tu o meu guia,
E mesmo que eu me perca
E por vezes erre o caminho
Eu sei bem que ali estás,

Senhor,
Que não me deixas cair
E me dizes com voz de amor:
Vem por aqui,
Meu filho,
Só em Mim encontras a Vida

Que Eu tenho para ti...

.
Considero José Régio um dos maiores poetas portugueses.

25 comentários:

Sandra Dantas disse...

Oh, amigo Joaquim!!!
Liiiiiindo!

Um grande Abraço!!!

elsa nyny disse...

Joaquim!
Gostei mnuito!
Obrigado por este momento!
beijitos

Luis Carlos disse...

Olá Joaquim,

Tu tens-te em pouca conta, parece que tudo o que o Joaquim é, só Cristo te pode dar. Tal é a sofreguidão com que olhas para a imagem mítica de cristo. Pareces aquelas pessoas que se prostravam aos pés de Jesus a suplicarem-lhe que ele as aliviasse do peso dos sofrimentos, e ele dizia-lhes “Levantai-vos” ou então descia até ao nível delas, caso elas não se levantassem. Mas o Joaquim prefere sentir-se como aquelas pessoas, mas elas estavam desesperadas com os medos da condenação e do sofrimento que a religião dos sumos-sacerdotes do templo de Jerusalém, lançava sobre elas. Quais são os medos do Joaquim? Quais são as condenações e sofrimentos que pode vir a receber? Será o medo de errar que o faz olhar assim para essa imagem mítica de cristo?

O Joaquim conseguiu levar as palavras do Saulo (vulgo Paulo de Tarso) a consequências inimagináveis, até para o próprio Jesus de Nazaré. Se Jesus fizesse o Joaquim está aqui a dizer, ele não teria feito o que fez, andaria enredado em ser o que os outros já foram. Penso até, que Jesus ficaria incomodado com tamanho despropósito. Então Jesus andou a promover a liberdade e a libertação das pessoas, mesmo em relação a ele mesmo, e agora o Joaquim diz que tudo o que é, sente e faz é Jesus que é, sente e faz por si, como se ele fosse um alien que vive dentro de nós, que nos usa e abusa, que nos manieta para fazermos o que ele quer. Será Jesus um alien?

É tempo da nova aurora, coragem, força, mudança, para que possamos ser nós próprios. Jesus é apenas um exemplo, e não um deus menor ao qual devemos obedecer discricionariamente com medo de represálias desse deus menor. Olhemos para Jesus de igual para igual, e nunca como subalternos, servos, humilhados, desesperados e necessitados. “Vim para que tenham Vida e Vida em abundância”.

Alegria, Paz, Amor, Vida, Deus.
Luís Carlos

malu disse...

Isso, que bonito!

Dizes que em O encontra, encontra-se nEle, encontra nEle O Caminho e que não há outro. Tudo o resto são desvios. O que estará por aqui, por ali... o que importa, que falta me faz, para o que o quero?

Não me digam nada, não chamem por mim, que estou com o Senhor; que vou com Ele, para onde fôr, que quero ouvi-Lo. Quero amá-Lo, quero segui-Lo, deixem-me estar, deixem-me ir...

Abraços!

malu disse...

que quem* (corrijo)

Fa menor disse...

Emocionei-me, Joaquim!
Tão lindo!
Nós sabemos bem que só Ele é o Caminho...mas depois, há outros atalhos por aí que nos vão desviando a atenção...e...
quantas vezes temos necessidade de interiorizar bem que só Ele é o guia e dizer àquilo que nos desvia:
Não, por aí não vou!

Bjito

Fa-

antonio disse...

Meu caro Joaquim, quando não caminhamos em comunidade, no seio da Igreja, acabamos por rezar a um deus menor criado à nossa imagem e semelhança, um deus do nosso descontentamento.

Para esses, estas tuas palavras são estranhas, e onde tu ofereces amor, vêem medo; onde tu és humilde, vêem humilhação.

Mas de tudo isto já tu sabes, o que eu queria mesmo dizer é que passei por aqui e gostei do que li.

anawîm disse...

que bem que cantas, Amigo Joaquim, que bem que o teu coração canta.... ser assim, tão d'Ele, do Senhor da Vida

Abraço forte forte forte neste Deus-Todo-Amor

anawîm disse...

Deixa-me só deixar mais um pensamento...
Escutar e seguir ensinamentos... seguir Palavras que orientem o nosso caminhar neste mundo, sim.... costumo compará-las ao nosso código da estrada.... como seria possível conduzir, na estrada, sem regras estabelecidas.... reinaria o caos, seguramente!!!eheheh!
Para que serve o estabelecimento de um modo de conduta senão para que todos, livremente, possamos circular nos caminhos da Vida? Sim, livremente, porque todos somos livres de seguir pelo caminho que escolhemos... e uns caminhos escravizam, outros caminhos libertam....

Bendigamos o nosso Deus, que no louco e infinito amor por aqueles que criou, veio ter connosco, na mesma carne que nós.... só para estar connosco, e por querer tanto ser Um connosco...ao ponto de, num extremo de entrega, por esse amor, assim permitiu que Lhe abrissemos os braços, numa cruz.... e Ele, ainda assim, e mais do que nunca, abraçou o mundo inteiro

joaquim disse...

Obrigado Sandra
Penso muitas vezes na graça que Deus dá àqueles que acreditam, que é conhecerem o Caminho…
Abraço amigo em Cristo.

joaquim disse...

Olá Elsa
Obrigado eu pela tua visita.
Todos os momentos com Deus e sobretudo aqueles em que Ele nos revela a certeza de estar connosco, são momentos de amor…
Abraço amigo em Cristo.

joaquim disse...

Luís Carlos
Obrigado pela tua visita.
Realmente dizes bem aquilo que eu sinto e vivo: tenho-me em muito pouca conta, não só junto de Cristo, como até, (queria eu que fosse mais verdade na minha vida), junto das minhas irmãs e irmãos no mundo.
«Jesus chamou-os e disse-lhes: «Sabeis como aqueles que são considerados governantes das nações fazem sentir a sua autoridade sobre elas, e como os grandes exercem o seu poder. Não deve ser assim entre vós. Quem quiser ser grande entre vós, faça-se vosso servo e quem quiser ser o primeiro entre vós, faça-se o servo de todos. Pois também o Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate por todos.» Mc 10,42-45
E também tens razão: tudo aquilo que eu sou ou posso ser de bom, de viver segundo a vontade de Deus, só Cristo me pode dar.
Mas, repara, eu não olho para a “imagem mítica de Cristo”, porque para mim Cristo não é uma “imagem mítica”; para mim Cristo é «Verdadeiro Deus e Verdadeiro Homem», esteve entre nós, como igual a nós, entregou-Se por nós e ressuscitou para por Sua graça alcançarmos a vida eterna.
E mais, Ele está vivo e presente em nós e no meio de nós.
Também não me prostro aos pés de Cristo para Lhe pedir que me alivie de sofrimentos.
Faço-o para O adorar e para Lhe pedir que seja feita a Sua vontade em mim e em toda a humanidade.
Não tenho medos, nem me preocupam as condenações ou sofrimentos, enquanto viver em comunhão com o meu Senhor, porque se as condenações existirem, fui eu que me condenei porque não soube viver a liberdade que Deus me deu.
Realmente as palavras de São Paulo têm “consequências inimagináveis” quando permitimos que elas sejam verdade em nós, porque então Ele tudo pode em nós e de perseguidores podemo-nos transformar, por Sua graça, em seguidores e proclamadores dAquele que nos criou por amor e para o amor.
Não Luís Carlos, Jesus não é um “alien” que vive dentro de nós, Jesus é amor, é entrega que vive dentro de nós, (pobre “definição”) e como amor e entrega que é deu-nos total liberdade para vivermos como quisermos, só que verdadeiramente apenas somos livres quando vivemos segundo a Sua vontade. Repara que é o próprio Cristo que nos mostra a obediência, obediência de amor ao Pai.
«porque desci do Céu não para fazer a minha vontade, mas a vontade daquele que me enviou.» Jo 8, 27
Quando vivemos segundo a Sua vontade vivemos afastados do pecado, (embora nele caiamos constantemente), mas por Sua graça, pelo Seu perdão esse mesmo pecado não nos escraviza, não nos leva à morte, à “morte” eterna.
Jesus veio realmente trazer essa liberdade, essa libertação, mas foi da lei sem amor, da lei pela lei, e sobretudo da auto-suficiência a que alguns se propõe e acreditam, julgando-se iguais a Deus ou pensando que por seus méritos podem alcançar salvação.
Jesus não é apenas um “exemplo”. Jesus é o “exemplo” e o grande erro seria querer viver a vontade dEle por medo.
Não, Jesus veio dizer-nos que somos livres de O seguir, mas por amor, por entrega, porque só com Ele seremos verdadeiramente livres e essa liberdade de O seguir, de fazer a Sua vontade é que nos dá a “Vida e Vida em abundância”.
A coragem, a força é precisamente sairmos de nós e deixarmos que Ele opere a mudança em nós.
E é disso que muitos ainda têm medo, da mudança, de confiar, de esperar.
Nunca poderia olhar para Jesus como subalterno, humilhado ou desesperado, porque Ele me ama e no Seu amor me chama à comunhão com Ele, me chama a ser filho de Deus e herdeiro, me chama a chamar a Deus, Abbá, Pai, e como tal, não há subalternidade, não há humilhação, não há desespero, há a certeza de ter sido criado «à Sua imagem e semelhança», de ter sido criado para Ele e só nEle encontrar plenitude.
Olho para Ele como servo e necessitado, porque quero servir como Ele serviu, porque sem Ele sou apenas pó que se desfaz no mundo.
Mas olho para Ele com paz, com alegria, com confiança, com esperança, com a dignidade de saber que Ele me faz homem na liberdade de filho de Deus.
Tenho-me realmente em pouca conta, mas é Ele que me faz “grande”, que nos faz “grandes”, quando nos abrimos à Sua presença em nós.

Que Deus te abençoe.

Abraço em Cristo

joaquim disse...

Malu!!!
Bem regressada!!!
Que ninguém nos prenda, porque apenas queremos estar presos a Cristo Senhor…
Abraço de “bom regresso” em Cristo

joaquim disse...

Olá Fa
Obrigado…
Também eu senti muito aquilo que escrevi, porque Ele me guiou a mão…
É bom poder dizer: eu sei por onde vou, porque sei quem me guia…

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Obrigado António
É verdade, e quando “construímos” um deus à nossa imagem, ele é forçosamente um deus pequenino, como nós somos…
Só saindo de nós podemos encontrar o Deus Criador, o Deus de Amor, que nos quer livres, até de nós mesmos…

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amigo Anawîm
Deixa sempre todos os pensamentos que quiseres, porque eles são sempre fonte de reflexão…
“Aquilo que mais prova” o amor Criador de Deus por nós, tenho para mim, que é a liberdade que a cada um concedeu, liberdade essa que vai até ao ponto de cada um poder dizer “não” ao Criador…
Mas como Ele no Seu amor nos criou para Ele, só poderemos encontrar plenitude, só poderemos encontrar vida, nAquele que dá a vida…
Pai sejamos um….
Obrigado pelas tuas palavras.

Já agora…a liberdade de não obedecer ao código da estrada…leva ao caos nas estradas…coisa que felizmente não acontece no nosso país…eheheheh!

Abraço grande e amigo em Cristo que nos faz livres

André A. Correia disse...

Muito obrigado, caro amigo, pelas palavras inspiradas e inspiradoras.

joaquim disse...

Caro amigo André

Obrigado pelas tuas palavras, mas como sabes bem o "mérito" não é meu, mas dAquele que nos mostra o caminho...

Abraço amigo em Cristo

Anónimo disse...

Joaquim...


Já visitei seu blog (não sei se foi este) uma vez e me encantei.
Leio todos os comentários que vc faz em cada blog que vc entra e eu tb.
É uma oração que vc faz a cada palavra.Toca muito o coração de quem lê.
Joaquim... me sinto um pouco perdida.
Preciso de sua ajuda.
Hoje, 07/Agosto, pela manhã, entrei no blog do anawîm.
Faço isso freqüentemente. Pela manhã e à noite, antes de me deitar.
Bebo da "Água" que ele deixa a todos que lá chegam.
Deixei para comentar à noite, como de costume.
Tentei entrar agora e não encontrei o blog. Nem o do andarilho (de manhã lá estava o dele tb).
Estarei tendo problemas para acessar o do anawîm?
Por favor, me responda.
Não quero pensar em outra alternativa.
Peço a Deus que anawîm volte ou que eu esteja mesmo tendo problemas para chegar lá.
Que Deus continue nos abençoando a todos.


Uma amiga do Brasil.

Anónimo disse...

Joaquim...


Já entendi o que estava acontecendo.
Obrigada. Já não precisa responder minha pergunta.
Deixo aqui um abraço em Cristo Jesus.
Voltarei mais vezes.
Hoje, já durmo em Paz.


Uma amiga do Brasil.

anawîm disse...

ora por mim, Amigo Joaquim... que tanto preciso de me converter...

ai esta música... homem santo de Deus.... se conseguires, manda-me algumas por email... e perdoa o abuso do meu pedido

Paz Paz... preciso tanto dela... preciso tanto d'Ele, do meu Senhor...

joaquim disse...

Querida amiga do Brasil

Obrigado pelas tuas palavras.
Como disse no comentário anterior, o mérito não é meu, mas de Quem me inspira a escrita...
Eu sózinho nada sei e nada posso...
Ainda bem que resolveste o teu problema.
Volta sempre que és bem vinda.
Que Deus te abençoe.
Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amigo Anawîm
Que grito de alma é esse?
Todos precisamos de conversão, porque à medida que caminhamos o caminho se vai tornando mais estreito, mais exigente...
ah, que o Nosso Deus é "ciumento", quer-nos só para Ele, apenas para nos dar tudo o que precisamos...
Hoje tirei um dia de férias, mas tive de vir ao escritório, pois mais uma vez assaltaram as instalações da empresa.
Qunado sai de casa e entrei no carro, peguei na minha dezena para rezar o Rosário, e a primeira intenção que me veio ao coração,foram aqueles que assaltaram a empresa e depois surgiu o Anawîm.
Fiquei a perceber porquê quando abri estes comentários...
Ele abre os braços para ti...
Como podia Ele não os abrir a um filho tão querido que tanto o ama e tanto dá testemunho dEle na sua vida...
A Paz esteja contigo, querido amigo anawîm...
Tentarei enviar-te as músicas, mas desde já te digo que percebo pouco de informática...
Não consigo entrar no teu blogue e queria lá deixar o meu abraço...
Abraço amigo apertado em Cristo

Lua dos Açores disse...

O Cantigo Negro tão bem "desmentado". Lindo o que escreves, Joaquim, lindo e profundo.

Beijo fraterno

joaquim disse...

lua dos açores

Obrigado pela visita e pelas palavras.

Já agora os Açores, sobretudo a Ilha de São Miguel que conheço como as minhas mãos, são para mim dos lugares mais bonitos do mundo...

Abraço em Cristo