segunda-feira, 3 de março de 2008

TU ESTÁS SEMPRE CONNOSCO, SENHOR...

Às vezes Senhor, abate-se sobre nós o mundo com todas as suas misérias, os seus sofrimentos, as suas dores, as suas provações.
E depois Senhor, depois é um crescendo, parece que tudo concorre para a nossa desgraça.
Tudo aquilo que fazemos, tudo aquilo que tocamos, tudo aquilo que desejamos, em vez de ajudar apenas contribui ainda mais para a nossa tristeza, para a nossa desesperança.
As paredes do quarto da nossa vida, estreitam-se de tal modo que quase sufocamos dentro dele, quase nos é impossível viver aquela vida.
Não há luz, não há cor, não há nada que nos anime e nos diga que vale a pena viver.
Tudo se desmorona, vai-se o amor, vai-se o emprego, vai-se a casa, vão-se os que amamos e até os que não amamos.
Ficamos sós, completamente sós a enfrentar o mundo, o mesmo mundo que antes nos sorria e agora nos repudia.
É então que Tu vens Senhor, e dizes-nos cheio de amor:
«Eu não te disse que estaria sempre contigo?»
Mas nós não acreditamos!
A nossa razão, a nossa cabeça duvida embora o nosso coração queira acreditar.
Pensamos com a “nossa inteligência”, (pobre inteligência): que podes Tu fazer Senhor?
Não estás aqui, pensamos nós, não conheces o mundo, pensamos nós, não podes fazer aparecer do nada aquilo que nos faz falta, pensamos nós, não podes fazer com que os outros nos amem, pensamos nós…
E Tu insistes:
«Eu não te disse que estaria sempre contigo?»
Mas nós não Te vemos, não Te ouvimos, não Te sentimos, não Te tocamos, diz a nossa mente, por isso como é possível que Tu estejas sempre connosco?
Então Senhor, cheio de paciência, dizes-nos mais uma vez:
«Olha para o teu lado.
Não vês aquela, aquele que ouviu o teu apelo e te disse que rezava por ti? Não vês aquela, aquele que disse que te ajudava e tu nem sequer conheces? Não vês aquela, aquele que te disse aquelas palavras que apesar de tudo deram um pouco de paz ao teu coração?
Não vês aquela, aquele que te abraçou, até estando longe, e tu sentiste o seu abraço?
Sou Eu!
Sou Eu que estou sempre contigo e digo-te que não te faltarei!
Confia, abandona-te, luta, porque Eu te darei forças que pensas que não tens.
Confia e espera lutando.
Procura-Me na tua dor e encontrar-Me-ás.
Lembra-te que te deixei o Alimento Divino!
O Meu próprio Corpo e Sangue!
Revê a tua vida, corrige o que está mal, vem ao meu encontro, porque Eu já caminho para te encontrar.
Vem que faremos a festa juntos e quando menos esperares a luz vai brilhar para ti e em ti, tudo retomará cor, a vida vai revestir-se de esperança e um sorriso bailará nos teus lábios.
Então o teu coração dirá à tua cabeça:
Vês que Ele estava sempre connosco.
Tu não podias ver, não podias ouvir, não podias sentir, não podias tocar, porque o querias fazer sozinha!
É comigo, o coração, que tu tens que ver, ouvir, sentir, tocar e então juntos neste ser perfeito que Ele criou à Sua imagem e semelhança, iremos encontrá-Lo na vida que Ele mesmo nos deu, e ela será plena e terá sentido apesar das dificuldades e das provações que possam acontecer.»
Então a vida abre-se e num grito podemos dizer:
Obrigado Senhor porque verdadeiramente estás sempre connosco!
.
A propósito de uma situação que a Cátia, a Elsa e a Fa me deram a conhecer e que poderão ler e ajudar rezando no Amor de Deus.

14 comentários:

Fa menor disse...

Amigo Joaquim,
Obrigada pelo teu grande amor!

Aqui deixo o link do meu contributo para esta causa que coloquei em:
O Amor de Deus

Cátia disse...

Amigo Joaquim,

Agradeço desde já as palavras amigas que por aqui deixaste... Gostei muito e sei que a Ana tambem gostará de sentir que, pela primeira vez em 7 anos alguem se importa, alguém lhe dá uma palavra, alguém pára a sua vida para lhe dar um pouco de atenção.

Felizmente esta manha já tive novidades da Ana, em resposta ao que lhe enviei ontem a noite. Ela parece-me muito mais decidida a retomar a vida... Em junho voltará para portugal, deixando (infelizmente) um filho no Alemanha, e este é o motivo que a tem castigado ao longo do tempo. Mas o filho é já um jovem adulto, escolheu viver com o pai,tem trabalho,namorada e amigos... A Ana não tem nada, e vive prisioneira dela propria por lá...

Em junho voltará certamente com a esperança de recomeçar a sua vida...

Passei-lhe por email o link deste post, do meu anterior post, e do post do Joaquim.... Estou certa que ficará feliz...

Beijinho grande

Ecclesiae Dei disse...

Boa tarde.
Deixei um selinho para você no meu blog, quando puder, passe por lá.
Paz e bem, abraços em Cristo

joaquim disse...

Amiga Fa

O "meu grande" amor é igual ao teu.

Rezemos unidos por esta irmã nossa e por todos os que estão nas mesmas situações.

Abreijo amigo em Cristo

Cátia disse...

Caro Joaquim,

Apesar de não ter deixado rasto, sei que a Ana leu os vários posts que fizemos por ela... Agradeço-te as palavras, a disponibilidade e a oração. Espero que ela possa sossegar o seu coração.

Beijinho em Cristo

joaquim disse...

Cátia amiga

O filho tomou as suas opções e quem é mãe e pai sabe bem como essas opções às vezes nos são dolorosas, mas é a vida deles, sobretudo se já têm idade para as tomar.

Se regressar a Portugal será bem mais fácil a ajuda e coloco desde já à disposição a "minha" Comunidade Luz e Vida.

Se calhar e pernate o seu estado de espírito talvez devesse antecipar esse regresso, se possivel.

Continuemos a rezar.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Carissima Cátia

Quando estava a responder ao teu primeiro "comentário" chegou o segundo.

Todos nós agradecemos é o facto de podermos ser úteis aos outros, com tudo aquilo que o Senhor coloca em nós, sobretudo o dom da oração.

Acreditemos que o Senhor vai tocar o seu coração.

Beijo amigo em Cristo

joaquim disse...

Caro amigo João

Obrigado!

Fico muito sensibilizado pelo teu "agrado".

Levo-o à conta do que Deus vai fazendo nas nossas vidas.

Brevemente lá voltarei para trazer o "selo" para este espaço.

Que Deus te abenço.

Abraço amigo em Cristo

mafaoli disse...

Há palavras que dão força, que dão alento para vermos mais além, porque por vezes as lágrimas não nos deixam ver para lá da nossa dor. Espero que a Ana passe por aqui e que ganhe força para continuar a lutar e sinta que Deus não abandona aqueles que precisam d'Ele.
Bem-haja

malu disse...

Também espero que a Ana leia este teu texto Joaquim e já agora deixo-lhe duas palavras se não te importares.

Ana, lê com a maior atenção possível e procura reter na mente e coração, as frases que mais te tocaram para poderes ir pensando nelas com calma e fé.
Acredita que as pessoas que querem ajudar-te já sofreram e muito. Só através do sofrimento podemos ver o dos outros.
Tens quem te queira ajudar, quem já sofreu e está de facto contigo neste momento. Confia.

Rezo por ti e deixo-te 1 beijinho cheio de força.

joaquim disse...

Olá mafaoli

«por vezes as lágrimas não nos deixam ver para lá da nossa dor»

Linda maneira de colocar as coisas!
É verdade é preciso ir para além da dor, e com a ajuda do Senhor isso é sempre possivel.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Olá malu

Espero sobretudo que a Ana saiba e sinta que estamos muitos a rezar por ela, que nos preocupamos com ela, que a amamos como nossa irmã muito querida.

Na dor encontram-se caminhos de vida.

Abraço amigo em Cristo

Maria João disse...

Rezemos muito por esta e outras situações semelhantes. Há muita sede de amor, atenção, carinho...

E, não esqueçamos, que o Pai também tem esta sede ... Podemos saciá-Lo ajudando os outros e estando com Ele a cada momento da vida...

beijos em Cristo

joaquim disse...

Olá Maria João

Acho que é mesmo um mal dos nossos tempos a falta de amor, de atenção, de carinho, de escutar os outros, de ter tempo para os outros...

Rezemos unidos pelos que sofrem e não têm um ombro amigo onde reclinar a cabeça...

Abraço amigo em Cristo