quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

ANO VELHO, ANO NOVO

.
.
Será que é mesmo um ano velho que se desapega de nós, para dar lugar a um novo ano, ou será que os dias continuam iguais e a coisa nova só acontece quando nós nos abrimos ao Novo?
Que interessa verdadeiramente que um ano acabe e outro comece, se em nós tudo continua igual e os momentos se sucedem numa continuidade de noites e dias, em que tudo permanece igual e a rotina se instala?
E podemos nós fazer diferente, sentir diferente, viver diferente?
E podemos nós fazer de cada momento um tempo novo, cheio de novidade, de confiança, de esperança?
Não, nunca o poderemos fazer, sentir ou viver se continuarmos a confiar apenas em nós, nas nossas capacidades, no nosso querer!
Não nunca o poderemos fazer, sentir ou viver, porque somos seres diminutos, num mundo enorme que não nos olha, não nos conhece, que nos toma a todos como coisa igual e sempre efémera!
Onde está então o golpe de asa que faz de nós mais além, que faz de nós coisa nova sempre diferente, que faz de nós iguais nessas diferenças, que faz de nós senhores do mundo e da nossa liberdade?
Está ali, está aqui, está em todo o lugar e em todo o momento, está em cada um, e em todos ao mesmo tempo!
Não se agarra, não se possui, mas sente-se e vive-se em cada um!
Se retido no egoísmo perde-se e não se encontra, se dado no amor, transforma-se e faz-se encontrado na vida!
Se vivido, comungado, partilhado, faz-se Um em todos e todos no Um, e vive-se na alegria da paz serena, porque é confiança e esperança sem fim!
Por isso, o ano velho não acaba em Dezembro, tal como o ano novo não começa em Janeiro!
O ano velho acaba quando saímos de nós, e o ano novo começa quando O deixamos viver em nós!
Porque então é tudo novo!
A tristeza que era só triste, veste-se agora de esperança, a alegria que era só ruído, torna-se agora paz e serenidade!
A saúde que era estar bem, agradece-se e faz-se graça, a doença que era dor, entrega-se agora, e faz-se amor!
A adversidade que era triste companheira, faz-se agora apenas coisa passageira, e a felicidade que era efémera, faz-se agora coisa eterna!
Até a vida que parecia acabar na morte, percebe agora a morte como passagem para a vida!
Ah sim, acaba então o ano velho, do passado sem vida, da igualdade dos dias à espera do esperado fim, para começar o ano novo, vivido na esperança de cada novo e diferente dia, na confiança do prometido amanhã!
E tudo isto porque o Jesus que nasceu, para todos e cada um, se faz assim Deus entregue, dado por simples amor, para ser vida em nós todos, por ser vida em cada um.
E então não há mais ano velho, porque tudo n’Ele é sempre novo!
Podemos mudar os dias, fazê-los sempre diferentes, podemos viver o mundo, vivendo em liberdade, podemos ser todos diferentes, fazendo-nos mais iguais, e podemos tudo isto, tudo isto e muito mais, porque nós nada fazemos, a não ser darmos o que somos, para que Ele tudo faça em nós, e nos demais.
Já não tenho ano velho, nem dele me posso desapegar, porque em mim é ano novo, ano novo permanente, porque é assim que Ele me transforma, a mim e a toda a gente, que a Ele se quer entregar!


Monte Real, 30 de Dezembro de 2009
.
.

34 comentários:

Maria João disse...

Quero comentar, mas não me saem palavras...

Neste final de ano tenho meditado mais nesta questão do novo e do velho em nós.Penso que o velho é, na maioria das vezes, sinal de desânimo.

Sei que nos últimos tempos passo a vida a falar do desânimo. Mas, de facto, é do que mais nos impede de crescer em Cristo. Podemos ter uma vida muito cristã, mas se deixarmos, o desânimo agarra-se a nós e não conseguimos o novo.
Amamos a Cristo, mas não O amamos como deveríamos fazer. Temos dons dados por Cristo, mas não os conseguimos utilizar como Cristo quer. Confiamos em Cristo e queremos entregar-Lhe todo o nosso ser, mas não o conseguimos. Damo-nos aos outros, mas não como Cristo quer. Tudo por que o desânimo, a sensação de que "já estou habituada(o) a viver assim" vive connosco.

Mas no amor não há temor, como nos diz a Palavra, e Deus é amor. E na entrega em Cristo, no afastar a ideia "já estou habituada(o) a viver assim", é que se faz e se vive o novo.

Inicialmente não tinha palavras, mas acabei por comentar ... Já escrevi muito, mas deixa-me fazer esta oração para todos nós:

Jesus, Tu sabes que em Ti tudo é novo. Mas também sabes que andamos perdidos e não sabemos como chegar a esse novo. Entregamos-Te a nossa fragilidade, através das mãos de Maria, para fazeres o novo em nós. Por que só em Ti,por Ti e Contigo é possível esse novo. Amén.

Luisinha disse...

Que texto lindo!!
Que o novo esteja sempre presente em nós guiados por Jesus.

Paz e Bem
Luisinha

teresa disse...

este texto até me deixou sem palavras ...
bem amigo joaquim só me resta desejar-lhe um 2010 cheio de saúde , amor , e paz ..

beijinhos ...

Sandra Rossi disse...

A cada dia de nossa vida, aprendemos com nossos erros ou nossas vitórias, o importante é saber que todos os dias vivemos algo novo. Que no novo ano que se inicia, possamos viver intensamente cada momento com muita paz e esperança, pois a vida é uma dádiva e cada instante é uma benção de Deus.

Feliz Ano Novo para vc e seus familiares!

Paulo Costa disse...

Amigo Joaquim,

Mais uma vez, estou sem palavras perante a beleza, profundidade, riqueza e veracidade das suas palavras.
Este texto exprime muitos dos pensamentos mais profundos do meu coração.
Resta-me agradecer e desejar a si e a todos que me lerem, um 2010 com o coração aberto a essa Presença capaz de nos transformar em Amor!

Abraço fraterno!

Dulce disse...

Meu amigo Joaquim, já li o seu texto...não vou dizer quantas vezes, mas foram as suficientes para o interiorizar e ressalvo a frase que mais esperança me dá:
"Até a vida que parecia acabar na morte, percebe agora a morte como passagem para a vida!"...tocou profundo. Quando conseguimos viver com a certeza da esperança da vida eterna, viver torna-se na verdade um passagem para vida que nos transcende mas que esperamos com anseio. O encontro com Cristo.
Obrigado pela partilha.
Bom ano e um abraço amigo em Cristo e Maria

Mari disse...

Feliz Ano Novo, com paz!
Desejos do coração, amiga Mari!

Maria Lúcia disse...

Um belo texto!
Feliz Ano Novo!

Ailime disse...

Amigo Joaquim!
Acabei de ler o seu texto dotado de tal profundidade que me tocou vivamente.
"O ano velho acaba quando saímos de nós, e o ano novo começa quando O deixamos viver em nós!
Sublime!
Entretanto, deslizei a régua do monitor do meu computador e dou com um vídeo que fala de Conversão!
Acabei agora mesmo de o ouvir e ver...
Não sei se está colocado há muito ou pouco tempo. Eu sou bastante distraída!
Deus quis que neste 1º dia do Ano de 2010 eu tivesse o privilégio de ouvir este seu testemunho!
Fiquei sem palavras...comovida e agradecida a Deus, porque na verdade opera maravilhas na alma humana.
Peço a Deus que neste Ano de 2010 Ele o continue a iluminar e a guiar desejando-lhe e a sua Família uma vivência plena de saúde, amor e paz e sempre com Deus nos vossos corações!
Bem-haja amigo.

Yelva disse...

Bem-haja

a expressão soa como música no coração


Deus te abençoe
O Natal, o Ano Vivo Novo

resplandeça sempre em tua vida e dos seus familiares e amigos

concha disse...

Olá!
È sempre com surpresa,que te leio.
Que Deus continue a iluminar-te assim neste virar de ano e te encha de bençãos bem como aos teus familiares.

Fa menor disse...

Que todos os dias do Novo Ano te sejam Ano Novo!

Abraço muito amigo em Cristo e Maria.

DE MÂOS DADAS disse...

Amigo Joaquim
Penso que o melhor é finalmente será mudar o interior, que parecer ser...mas isto cada dia e a cada momento se necessário, vivendo sempre em sintonia com Jesus guiados pelo Espirito Santo.
Abraço amigo da Utilia

malu disse...

Bom dia Joaquim,

Também eu já cá tinha vindo ler-te antes e saí sem comentar, pelas mesmíssimas razões de outros, sem querer fazê-lo a correr ou sem encontrar facilmente as melhores palavras. Não quer dizer que as tenha agora, mas pelo menos, com mais tempo, posso tentar ou arriscar tocar pelo menos um ponto do post que mais me tenha tocado.
Não é nada fácil comentar porque o que dizes vai muito para além do que aqui está escrito.
Sei, sabemos que Jesus não veio para andarmos a fazer festas de anos com doces e presentes e que não está connosco dessa forma em que o vamos tendo na nossa vida e como tu não O tens. Ao falares dessa entrega no final do post, feita por nós a Ele (total) em que nos transforma e será mútua, já estás a entrar num outro campo ou dimensão diferente na qual e então, tudo (re)começa de novo ou será novo, porque o Amor o é e é sempre reinventado.
Pegaste no tema de ano novo mas penso que foi a este ponto que quiseste chegar ou que a partir daqui é que nos queres falar.
Também estou a ouvir-te cantar e na letra falas igualmente em amor e confiar, e, juntando a música ao post, reconheço-te um grau de espiritualidade e aí é que está ou encontro eu a dificuldade em te comentar... E é claro que assim, já não há ano velho nem novo, nem dia nem noite, Inverno ou Verão e porque nEle ou com Ele, nessa entrega de que falas, não há o tempo... não é o mesmo, é novo e acontece a transformação completa que a pouco e pouco mas sempre, Ele vai fazendo em nós. Em ti e pelo que te leio.
Continua a partilhar tudo isso connosco, a receber, a dar, a multiplicar e distribuir todo esse 'pão' por nós.

E olha, agora lá ía eu disparada a escrever sem parar... desculpa lá.

Abraços!

Canela disse...

Ai meu bom amigo Joaquim...

que dizer?

De quando em vez, dou comigo a guardar o Ano Velho... esqueço-me que a cada dia me é dado um novinho em folha... memória curta a minha, fazer o quê?

Partilho aqui e faço minhas as palavras que ouvi recentemente;

"Senhor JESUS, dai-me um coração aberto."

A Paz de Cristo.

joaquim disse...

Maria João

Obrigado pelo teu comentário.

Sabes, de vez em quando parece-me que exigimos de nós coisas, que nem Jesus Cristo quer.

Ou seja, o que eu quero dizer é que muitas vezes nós temos um conceito sobre o que devemos fazer para nos entregarmos a Cristo, entregando-nos aos outros e por isso mesmo nunca alcançamos essa meta porque a colocamos muito longe de nós.

Mas não será que Cristo quer exactamente o que fazemos e que vamos melhorando, (à medida que aprendemos), aquilo que fazemos.

Julgo que Deus não nos estabelece metas, pois isso são coisas do mundo.

Deus pede-nos a nossa disponibilidade no muito e no pouco, mas o muito e o pouco só Ele sabe qual é, por isso, de coração aberto fazemos, entregamo-nos e devemos acreditar que tudo aquilo que fazemos nesse espírito de missão é querido e amado por Deus e assim não há lugar ao desânimo.

Muitas vezes não vemos o fruto do nosso trabalho, mas ele está lá, e quando for necessário o Espírito Santo despertará esse fruto para glória de Deus e salvação dos homens.

Obrigado Maria João pelo teu permanente empenho nas coisas de Deus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Olá Luisinha

Obrigado!

Um Ano Novo cheio das bençãos de Deus para ti e todos os teus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Oh Teresa, isso é que não, que as palavras são precisas...eheheh

Obrigado!

Par ti e todos os teus também um óptimo ano novo cheio das bença~so de Deus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Sandra Rossi

Obrigado pelas palavras e pela visita, que julgo ser a primeira, pelo menos comentada!

É verdade, cada dia é um dia novo e em cada dia devemos encontrar razões para vivermos a vida na esperança eterna.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amigo Paulo Costa

Obrigado pelas tuas palavras que me deixam sem jeito, mas também com vontade de fazer mais e melhor.

Ainda bem que estamos irmanados nos mesmos pensamentos.

Um ano novo cheio de paz e amor de Deus para ti e todos os teus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amiga Dulce

Obrigado!

É verdade, quando vivemos esta vida na certeza de que nos espera uma vida em plenitude para sempre, todos os problemas desta vida parecem esbater-se na certeza dessa promessa de Cristo para nós.

Bom ano, cheio das bençãos de Deus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Obrigado Mari!

Para ti e todos os teus também um ano novo cheio da paz e do amor de Deus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Obrigado Maria Lúcia

Um ano novo cheio das bençaõs de Deus é o que te desejo também.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amiga Emilia

Obrigado pelas suas palavras!

Sim o video já está aí desde Março julgo eu, mas a conversão e falar da conversão é coisa intemporal, por isso qualquer momento é bom para meditarmos sobre a nossa conversão.

Um ano novo cheio do amor e da paz de Deus para si e todos os seus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Yelva

Obrigado pela visita e pelas palavras.

Para ti também um ano novo cheio das bençãos de Deus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Olá Concha

Obrigado! Desde que a surpresa seja boa, claro!

Que o Senhor te guarde e ilumine também a ti neste novo ano.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amiga Fa

Obrigado!

Temos de fazer por isso! Que seja cada dia um novo dia ainda mais repleto de esperança.

Um ano novo cheio do amor e da paz de Deus para ti e todos os teus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amiga Utilia

Obrigado, disse tudo!

Se não mudarmos o interior, de nada valem os gestos interiores!

E só com o Espírito Santo é possivel mudar o interior.

Um ano novo cheio das bença~so de Deus para si e todos os seus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Olá Malu

Julgo que a “qualidade” mais intrínseca do amor, é ser sempre novo!
Ora Deus é sempre novo, por isso o amor é sempre novo, e aqueles que O vivem e querem viver encontram o “sempre novo” todos os dias, o que faz de cada dia uma coisa nova, um dia novo, porque cheio de Deus, porque cheio do Seu amor.

Porque há amor, vindo de Deus e que é Deus, o tempo não conta, a não ser na nossa condição carnal.

Por isso também a Eucaristia não tem tempo, ou seja, não é hoje ou amanhã, é sempre e apenas sempre, porque é entrega de amor do Nosso Deus por nós.
E nesta entrega, nesta confiança, nesta esperança, vamos vivendo o Seu amor que também nos vai transformando em amor, para nós e para os outros, e assim o tempo não conta porque é sempre novo!

E tu, como sempre, despertas em mim esta ânsia de falar n’Ele com as pobres palavras que nem de perto representam, ou mostram o Novo!

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amiga Canela

Muitas vezes guardamos o velho apenas para que o novo seja mais novo, ou para que com o velho percebamos como Deus faz novas todas as coisas!

Não sei se isto que aqui te digo tem sentido para ti, mas não o sei de momento explicar melhor.

Uma coisa é certa, de «coração aberto» estarás sempre a encontrar o Novo.

Abraço amigo em Cristo

DE MÂOS DADAS disse...

Amigo Joaquim
Gostaria de confiar a Deus duas jovens futuras mamãs indecisas.
...
Gostei de ouvir por aqui que para Deus não se podem defenir metas
Abraço solidário em Cristo... em oração
A amiga utilia

Parar Para Pensar disse...

Caro Joaquim,

Bom ano para ti e todos os teus!

Como já é normal nos anos pares, depois de PensarCristo e Cristalizarte, chega o "Parar Para Pensar", com equipa renovada. Aqui estamos:

www.caminosaroma.blogspot.com

Um abraço!


António V.C.

joaquim disse...

Amiga Utilia

Essas jovens passam a estar nas minhas orações diárias.

Se pudesse saber apenas o nome próprio de cada uma tornaria a oração mais "pessoal".

É verdade, nem Deus tem metas, nem estabelece metas, é só amor!

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Caro António

E para ti também e toda a tua família.

E eu lá estarei a Para e a Pensar convosco!

Obrigado!

Abraço amigo em Cristo para ti e toda a equipa.

Que o Espírito Santo vos ilumine, para que também nós possamos ser iluminados.