quinta-feira, 27 de março de 2008

RESSUSCITAS-TE SENHOR! ALELUIA!

Saio da sala onde estava fechado com medo há já três dias!
Sim Senhor, é verdade com medo!
Vi-Te morrer naquela Cruz, Senhor!
Como queres Tu Senhor que na minha pobreza, na minha fraqueza, na minha humanidade, eu não tenha medo, agora que Te deixaste morrer na Cruz do sofrimento?
Tanto quis acreditar, tanto, (apesar das minhas fraquezas), me entreguei, por todo o lado Te segui e quando pensei que tudo estava ganho, que a vida que eu imaginava me era já dada, vejo-Te morrer, sem um esboço de resistência, sem uma defesa sequer da Tua parte.
Tu Senhor, que tinhas dado vista aos cegos, andar aos paralíticos, vida aos cadáveres.
Tu que tinhas perdoado os pecados, que tinhas arrastado multidões atrás de Ti, ali ficaste, cabeça pendida, morto na Cruz.
Não sei Senhor o que me fez sair daquela sala e caminhar agora para o Teu túmulo.
Talvez o querer certificar-me mais uma vez de que afinal morreste mesmo, que o sonho dessa vida nova acabou, que tudo terminou e devo voltar ao que era dantes.
Vou Senhor temeroso, a coberto das sombras do alvorecer, com medo que alguém me veja.
Ainda no fundo de mim, algo me chama, me diz que não, não é possível que Tu que tudo fizeste, tenhas acabado assim!
Aproximo-me e reparo ao longe que os guardas já não estão de guarda ao sepulcro. Melhor assim, não me queria encontrar com eles.
Mas reparo agora que a pedra foi rolada, já não está na entrada e o túmulo está aberto.
Têm tanto medo de Ti Senhor, que até roubaram o Teu Corpo, para que não o pudéssemos contemplar.
O meu coração bate a um ritmo inacreditável à medida que me aproximo do Teu sepulcro.
Aquilo que eu sinto no coração, a minha cabeça quer negar e todo eu me sinto dividido entre a compreensão do que nos disseste que Te iria acontecer e a realidade do que os meus olhos viram e vêem agora.
Não está lá o Teu Corpo e no entanto eu sinto a Tua presença.
Volto-me para trás, olho para todos os lados, na ânsia de Te ver, de acreditar, mas nada, não Te vejo em lado nenhum!
Ouço então a Tua voz distintamente nos meus ouvidos:
Homem de pouca fé, olha para dentro de ti, olha para o teu coração, coloca-Me nele, coloca nele as Palavras que me ouviste e então poderás ver-Me porque eu estou aqui, junto de ti.
Caio de joelhos, baixo a cabeça e digo baixinho:
Senhor eu creio, mas aumenta a minha fé!
Uma luz que não se vê, uma voz que não se ouve, uma presença que não se toca, envolve-me na certeza mais profunda de que Tu Senhor, estás ali comigo.
Da minha boca sai um grito que vem do mais fundo de mim, vem das minhas entranhas, da minha criação, da imagem e semelhança a Ti, que Tu me deste Senhor, e deixo sair o som da minha voz impregnado de coração:
Ressuscitas-Te Senhor, ressuscitas-Te!
Não sei se rio, se choro, se estou quieto, ou se danço, só sei que uma alegria profunda, uma consolação sem fim, tomam conta de mim e me levam à certeza de que Tu estás ali Senhor, de que Tu estás comigo Senhor, de que Tu nunca me abandonas Senhor.
Começo a perceber que aquela vida que eu imaginava quando Te seguia ao princípio, uma vida de vitórias no mundo, uma vida sem necessidades, uma vida sem problemas, nem dores, não se compara a esta que agora me fazes sentir, esta Vida Nova que é a Tua presença real na minha vida, que é a certeza de que não morrerei se conTigo viver.
Posso agora Senhor escancarar as portas e as janelas que me fechavam no medo e abri-las a tudo o que a vida me quiser dar, na saúde e na doença, na abundância e na míngua, na companhia e na solidão, porque Tu estás comigo Senhor, porque Tu tudo passarás comigo Senhor, porque Tu és a verdadeira Vida Senhor!
Ressuscitas-Te Senhor, ressuscitas-Te, Aleluia!

12 comentários:

Guerreiro da Luz disse...

Sim, RESSUSCITOU...

E que nos saibamos procurá-Lo em nós, no mais íntimo de nós, e O consigamos levar aos outros, ao nosso próximo...

Anónimo disse...

magn�fica boa-nova,aleluia.
s� um reparo sem ofensa:
deve escrever "ressuscitaste" e n�o "ressuscita-te".
Vale.

Fa menor disse...

"Senhor eu creio, mas aumenta a minha fé!"

Quero sentir com mais intensidade esta
"Vida Nova que é a Tua presença real na minha vida, que é a certeza de que não morrerei se conTigo viver."

"porque Tu és a verdadeira Vida Senhor!"

Joaquim,
desculpa ter-me apoderado das tuas palavras...
mas senti esta tua oração como minha oração da manhã!

Linda, amigo!

Grande abraço em Cristo

joaquim disse...

Guerreiro da luz

Obrigado pela visita e pelas palavras.

Essa é a nossa verdadeira missão: Levá-Lo aos outros.

Abraço em Cristo

joaquim disse...

Caro anónimo (Vale?)

Obrigado pela visita e pelas palavras.

Obrigado também pelo reparo que em nada me ofendeu.
Tens toda a razão, mas optei por esta "fórmula" para dar mais força à palavra, para "diferenciar" a Ressurreição de Cristo, da ressurreição de Lázaro, por exemplo.
Se calhar não obtive o "efeito" que pretendia!
Mas verdadeiramente o tempo do verbo é ressuscitaste.
Obrigado.

Abraço em Cristo

joaquim disse...

Olá amiga Fa

"Apodera-te" de todas as palavras que quiseres e das orações que quiseres, pois elas não são minhas, mas de Quem as inspira.

Obrigado.

Abreijos amigos em Cristo

Libelinha disse...

Porque Ele está connosco para sempre. Aleluia,Aleluia.
Abraço amigo.

joaquim disse...

obrigado Libelinha

Que as tuas asas se abram ao vento do Espírito Santo e levada por Ele voes na vida nova da Ressurreição.

Abraço amigo em Cristo

malu disse...

Ressuscitas Senhor em cada coração que tenha guardada a Tua Palavra e um grão de fé, Aleluia!

Em cada coração aberto e pronto a receber essa semente de Vida, a Boa Nova, Aleluia!

Abraço em Cristo.

joaquim disse...

Olá Malu

E o teu coração é assim, tem guardada a Palavra, tem um grão de fé e está aberto e pronto a receber a Vida Nova, por isso, abençoada és tu, Malu, porque Ele ressuscita em ti.

Abraço amigo em Cristo

GP disse...

Bonita oração. Hei-de voltar para a ler com mais calma.

joaquim disse...

As portas desta casa estão sempre abertas Graça...

Abraço amigo em Cristo