terça-feira, 28 de maio de 2013

COMO A PALAVRA DE DEUS É ACTUAL!

.
.
 
 

 
Logo que foram postos em liberdade, foram ter com os seus e contaram-lhes tudo quanto os sumos sacerdotes e os anciãos lhes tinham dito. Depois de tudo terem ouvido, ergueram a voz a Deus, numa só alma, e disseram:
«Senhor, Tu é que fizeste o Céu, a Terra, o mar e tudo o que neles se encontra.
Tu disseste pelo Espírito Santo e pela boca do nosso pai David, teu servo:
'Porque bramiram as nações
e os povos formaram vãos projectos?
Levantaram-se os reis da Terra
e os chefes coligaram-se
contra o Senhor e contra o seu Ungido.'
Sim, realmente, Herodes e Pôncio Pilatos coligaram-se nesta cidade com as nações e os povos de Israel, contra o teu Santo Servo Jesus, a quem ungiste, para levarem a cabo tudo quanto determinaste antecipadamente, pelo teu poder e sabedoria. Agora, Senhor, tem em conta as suas ameaças e concede aos teus servos poderem anunciar a tua palavra com todo o desassombro, estendendo a tua mão para se operarem curas, milagres e prodígios, em nome do teu Santo Servo Jesus.»
Tinham acabado de orar, quando o lugar em que se encontravam reunidos estremeceu, e todos ficaram cheios do Espírito Santo, começando a anunciar a palavra de Deus com desassombro. Act 4, 23-31
 
 
Como a Palavra de Deus é actual!
Lemos e percebemos os tempos em que vivemos!
 
Com efeito por todo o mundo há cristãos verdadeiramente presos, privados de liberdade física, mas há muitos mais, presos também, uns privados verdadeiramente da liberdade de falar, por governos de nações que os proíbem, e outros ainda, tantos, que se privam de falar e testemunhar pelos seus próprios medos, ou porque os seus anseios e protagonismos os levam a querer estar bem com “Deus e o diabo”.
 
Será que não é verdade que as nações e os governantes se coligaram para destruir tudo que é mais precioso à vida?
Será que as iníquas leis, propostas por governantes das nações, como as leis do aborto, do divórcio “no momento”, dos casamentos homossexuais, da adopção de crianças por “casais” que o não são, etc., etc., não são os «vãos projectos» dos «chefes que se coligaram contra o Senhor e contra o seu Ungido»?
 
Não disse Jesus: «Em verdade vos digo: Sempre que fizestes isto a um destes meus irmãos mais pequeninos, a mim mesmo o fizestes.» Mt 25, 40
 
E esses «pequeninos» não são aqueles que foram impedidos de nascer, que foram confrontados com um divórcio que não queriam, que não foram ouvidos nem achados sobre aqueles que os querem adoptar, suportados num suposto direito de adopção e não no direito real da criança?
 
E nós, quantos de nós, (eu incluído), nos calamos, mesmo em Igreja, e nos deixamos “prender” neste “politicamente correcto”, neste voltar as costas ao Senhor da Vida, que deu a vida por nós?
 
Ah, Senhor, enche-nos de fé, de coragem, faz-nos rezar, sentir e viver verdadeiramente a oração que na tua Palavra nos ensinas:
«Agora, Senhor, tem em conta as suas ameaças e concede aos teus servos poderem anunciar a tua palavra com todo o desassombro, estendendo a tua mão para se operarem curas, milagres e prodígios, em nome do teu Santo Servo Jesus.» Act 4, 29-30
 
Sim, Espírito Santo, vem e estremece-nos, converte-nos, fortalece-nos, desassombra-nos, para que anunciemos a Palavra de Deus, a vivamos e a testemunhemos, sempre e em toda a parte!
 
 
 
Monte Real, 28 de Maio de 2013
Joaquim Mexia Alves
.
.

4 comentários:

JOSE MARQUES FERREIRA disse...

Olá Joaquim;

Texto, interpretação e adaptação sempre actual. Uma, escrita há cerca de dois mil anos, a da Escritura. Outra, que se encaixa perfeitamente na actualidade. E, como dizes, como é que a Palavra de há dois mil anos é sempre actual!
Não é necessária a teologia. Temos os factos, que com a tua forma de ver e sentir, descreves como quem faz uma lista.

Um ab.
JM Ferreira

joaquim disse...

Olá José

Obrigado pelas tuas palavras.

Com efeito a Palavra de Deus é sempre nova, ou seja, está sempre preesnte em todos aqueles que A ouvem e A querem seguir.

Um abraço amigo em Cristo

Paulo disse...

Cada vez mais os governantes se viram para o Diabo (que se use o termo e não outros apelidos mais softs)e poe Deus de lado e é nisto a que chegamos. Leis vasectómicas, vazias de conteúdo e de aproximação a Deus, mas que se diz serem boas para os homens e crianças. Esta sociedade cada vez mais acha que tudo é admissível, tudo é correto e que somos pioneiros em muitas coisas. A única que acho que fizemos bem, foi a da abolição da pena de morte mas, aborto fácil e paga o contribuinte, casamentos entre pessoas co mesmo sexo (está na moda) e adoção por "casais" do mesmo sexo, que me perdoem mas, isso não é a Lei de Deus, são as leis dos Homens apenas para votos. Que cada pessoa seja feliz, até posso compreender mas, dai até se dizer que tudo hoje em dia é FAMILIA, isso é a mesma coisa que Deus não existe. A FAMILIA, mesmo com problemas DEVE ser constituída por um homem e uma mulher. As crianças em instituições devem ter uma família sim, mas uma FAMILIA com homem e mulher. O pais está como está por leis como estas e um dia dar-se-ão conta disso mas, será a tempo?
Deus perdoe estes nossos lideres que fazem tudo para o seu próprio proveito e não do povo e já agora, que os elucide para o Bem de todos nós e não apenas o deles.

joaquim disse...

Obrigado Paulo pelo teu comentário.

Um abraço amigo em Cristo