terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

TER UM FILHO!

.
.


É como sair algo de nós,
que no entanto nos completa.

É assim como dar voz,
ao amor que nos une.

É uma alegria imensa,
que nos enche e nos reúne.

É sorrir embevecido,
e dizer coisas sem nexo.

É a chama do amor,
que se revelou no sexo.

É perene alegria,
que se faz vida verdade.

É realmente, sem dúvida,
«ser dois numa só carne.»


Marinha Grande, 31 de Janeiro de 2015
Joaquim Mexia Alves


Nota: 
Por causa de uns sobrinhos que tiveram o seu primeiro filho.
.
.

2 comentários:

Graça Pimentel disse...

Está tudo dito neste maravilhoso poema.

Beijo

joaquim disse...

Obrigado Graça.

Um abraço amigo em Cristo