quinta-feira, 20 de março de 2014

DIÁLOGO COM O DIABO (9)

.










Diz ele: Já não conversamos há muito tempo!

Digo eu: Dispenso bem as conversas contigo.

Diz ele: Pois, mas olha que te deixas muitas vezes levar pelo que te digo.

Diz eu: Lá nisso tens razão e nem fazes ideia como isso me dói quando de tal me apercebo.

Diz ele. Deixa-te disso! Há coisas que até te sabem bem!

Digo eu: Talvez no momento. Mas como não se pode servir a dois senhores ao mesmo tempo, acabo sempre por ficar triste e magoado por não ter servido o meu único Senhor, que não és tu.

Diz ele: Ficas dividido.

Digo eu: Não, não fico dividido! Nunca poderia ficar dividido porque de ti nada quero, mas apenas distância.

Diz ele: Olha que de vez em quando…?

Digo eu: Nem penses! Nunca me dividirás, porque se eu permaneço com Ele e n’Ele, tu nada podes.

Diz ele: Mas por vezes deixas que te afaste d’Ele!

Digo eu: Pobres vitórias as tuas! Passageiras e cada vez menos. As tuas vitórias são efémeras. A vitória d’Ele é para sempre! Agora vai-te e não me incomodes mais.



Monte Real, 20 de Março de 2014
Joaquim Mexia Alves
.
.

2 comentários:

jmferreira@gmail.com disse...

Olá Joaquim:

Digo eu: Com fé a imaginação é sempre fértil.
Dizes tu: Não é necessário grande esforço...
Digo eu: Mas nem assim, a maioria, não faz aquilo que sabes tão bem transmitir.

Abraço,
JM Ferreira

joaquim disse...

Obrigado JM Ferreira.

Nem sempre, nem sempre!

Um abraço amigo em Cristo