sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Jo 3,30

Vejo-me tão grande
Quando me olho
No espelho do mundo!
Quando me miro e “remiro”
Embevecido com o meu ser!
Pobre de mim!
Um cego
De olhos abertos!
Um coração
Ao amor fechado!
Uns braços
Apertados em si próprios!
Mas lá no fundo de todo o meu ser,
No núcleo da minha vida
Estás Tu, Senhor,
Fazendo-Te pequenino,
Muito pequenino em mim.
Porque não queres ferir
A minha liberdade,
A liberdade que Tu me deste,
Quando me criaste.
Mas mesmo assim pequenino
Não deixas de ali estar,
Silencioso,
Presença de amor,
À espera que eu
Te descubra na minha vida.
Ai Senhor,
Tanto tempo já conTigo,
Tanto tempo a seguir-Te,
Tanto tempo a ouvir-Te,
Tanto tempo tentando imitar-Te.
E afinal,
Ainda sou tão cheio de mim!
Tem piedade, Senhor,
Tem piedade.
Ah, Senhor,
E cresce!
Cresce dentro de mim,
Em mim,
Em todo o meu ser,
Para que eu
Possa testemunhar,
Como dizia João,
O Teu mensageiro humilde:
«Ele é que deve crescer,
E eu diminuir». Jo 3,30

10 comentários:

Maria João disse...

Quanto mais caminhamos em Cristo, mais vemos o Seu Amor e a Sua Misericórdia, principalmente por nos escolher e nos aceitar.

Ao início há alguns pecados ou quase nenhuns no nosso entender. Depois, vamos vendo que os pecados são mesmo muitos.

Isto quer dizer que conhecemos Cristo e tornamo-nos mais pecadores? Claro que não.

Significa que aprendemos a olhar para dentro de nós, com a Luz do Espírito Santo, e passamos a ter mais noção do mal que fazemos.

O mal não está apenas nas grandes coisas (do ponto de vista humano), mas também nas pequenas. Como ouvi no outro dia: as mentiras "inocentes" até podem não afectam ninguém, a não ser Jesus que nos vê a todo o momento. Ele sabe que estamos a mentir. E Ele não gosta de mentiras.

Mas, Joaquim, deixo-te também aqui esta frase de S. Vicente Pallotti ...

"O maior santo é o que se considera o maior pecador"...

Enfim, continua essa caminhada de santidade ... :)


beijos em Cristo e Maria

Nova Evangelização disse...

* * *
Caro Amigo Joaquim

Deixei-te uma mensagem especial, embora um pouco longa, no tópico A IGREJA CATÓLICA, de 26 de Setembro...

Desculpa por aparecer raramente, neste teu óptimo Blogue.
Estou contigo espiritualmente, associando-te às minha pobres orações, solidarizando-me com a tua excelente Evangelização, e acho ser isso o mais importante.

+ DEUS ACIMA DE TUDO !

Cordiais saudações cristãs, em Jesus e por Maria.
J. Mariano
-

Fa menor disse...

Meu amigo Joaquim!
Cristo está contigo e em ti.
Ele caminha contigo
ao teu lado
e dentro de ti
e revela-se nas tuas palavras
tão cheias dEle!

És um bom amigo, sempre a importar-se com os amigos e irmãos na fé!
Sempre pronto a dar-lhes um conforto
uma palavra de incentivo
de esperança!

Senti-te perto quando precisei!
Senti que te importaste comigo
com o meu receio...
e deste-me uma palavra certa e amiga quando eu estava necessitada dela.
Deixo-te o meu profundo agradecimento
e
não temas
consegues ser à medida do que Cristo espera de ti!

Um enorme e agradecido abraço

Fa

zedeportugal disse...

Ah! Afinal isso também acontece contigo...
;)
Bom domingo.
Um grande abraço.

joaquim disse...

Obrigado Maria João pela catequese direita ao coração.

Com Cristo vamos conhecendo melhor as nossas fraquezas e alegrando-nos na Sua misericórdia, que nos torna mais dignos filhos de Deus.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amigo José Mariano

Obrigado pela visita e pelas palavras de incentivo.

Que Deus te abençoe.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amiga Fa

Fizeste que as lágrimas me viessem aos olhos.

Confesso que por vezes, (porque infelizmente penso em mim e não no que Deus faz em nós), fico a pensar se certas coisas que faço, escrevo ou digo têm sentido, ou ajudam nalguma coisa.

Ele serviu-se de ti para me responder e abafando o meu orgulho, agradeço-Lhe por se servir de mim.

Obrigado Fa, do fundo do meu coração.

Abraço muito amigo em Cristo

joaquim disse...

Amigo zedeportugal

E não acontece com todos!!!

Julgo que nisto somos todos companheiros uns dos outros.

Gostei do comentário!

Abraço amigo em Cristo

Paulo Costa disse...

Amén!
Amigo joaquim, identifiquei-me plenamente com a tua oração.
É difícil a luta que travamos contra o egoísmo e o orgulho arraigados no nosso ser.

Deixo-te um texto de François Varillon:

"Para ser de Deus é necessário não ser de si mesmo. E para deixar de ser de si mesmo, é preciso arrancar-se de si mesmo. Mas este arrancar-se a si é precisamente o que nós chamamos sofrimento.

Todo o sofrimento pode ser entendido - e é esse o sentido que eu posso dar-lhe - como uma morte parcial, um esboço de morte. O sofrimento é o peão avançado da morte ao longo de toda a vida. A morte é a passagem do haver ao ser ou do egoísmo ao amor. Aqui, os termos são permutáveis entre si: o haver, é o egoísmo; o ser, o amor.

«Bem-aventurados os pobres» quer dizer: bem-aventurados aqueles que são e que amam. Tal como Deus. Para ser verdadeiramente, tenho de estar despojado do meu haver. Este despojamento é o sofrimento. E a morte final não é mais do que o fim deste movimento de expropriação que me lança fora de mim para que, não tendo já nada meu, eu seja todo de Deus e de Cristo, pura relação com o Outro e com os outros, o que vem a ser a definição mesma do amor. Mediante o qual eu poderei finalmente entrar no amor." - (François Varillon, em "Alegria de Crer e Viver")

Abraço fraterno!

joaquim disse...

Obrigado amigo Paulo Costa pelas tuas palavras.

E obrigado também pelo belíssimo texto que nos deixaste e muito nos ajuda a meditar no nosso caminho para Cristo, por Cristo e em Cristo.

Abraço amigo em Cristo