segunda-feira, 4 de junho de 2012

UM ARTIGO DO PADRE ANSELMO BORGES





O Padre Anselmo Borges decidiu num seu artigo, mais uma vez, zurzir na “sua” Igreja.

Claro, até parece que não, até parece que o artigo é um alerta para a situação vivida em Roma, no Vaticano, mas a verdade é que se o lermos não percebemos a utilidade do mesmo, a não ser repetir algumas coisas que foram notícia e outras de “ouvir dizer”.


Mas talvez não seja bem assim, porque pelo meio da escrita se vão levantando insinuações, tais como:
«Segundo o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, "a pessoa detida por posse ilegal de documentos confidenciais, encontrados no seu domicílio situado no território do Vaticano, é o senhor Paolo Gabriele, que permanece preso". Mas será ele o principal responsável?»

Mais à frente faz-se esta descrição de Bento XVI:
«Há um Papa debilitado (tem 85 anos), amargurado, que talvez nem sequer imaginasse o que vai pela Cúria e cujos interesses são de outra ordem que não propriamente a administração, pois o que o preocupa é a fé e a sua inteligência.»

Primeiro faz-se do Papa um “coitado”, debilitado, enganado por toda a gente, pelos vistos porque tem 85 anos!
Tomara eu chegar aos 85 anos assim!

Depois reparem bem no final da frase, que quanto a mim nada tem de inocente:
«pois o que o preocupa é a fé e a sua inteligência.»

A “sua” inteligência???
Percebam bem a incrível insinuação que é lançada, assim como se Bento XVI vivesse para ele próprio, para o seu ego!

Acrescenta a seguir que:
«já que a sucessão papal está para breve», pelo que temos de chegar à “evidência” que o Padre Anselmo Borges sabe algo que nós, comuns mortais, não sabemos de nós próprios, nem de ninguém, ou seja, que Bento XVI deve falecer em breve. Deus nos livre e guarde!

Depois faz uns considerandos de mal dizer sobre determinados Cardeais, (tudo baseado em fontes fidedignas, por ele citadas, «Diz-se, por exemplo») para concluir, “ligeiramente” que «O cancro da Igreja é mesmo a Cúria Romana.»

Tudo isto para culminar nesta incrível conclusão:
«a última monarquia absoluta do Ocidente parece sentir-se impotente para pôr ordem na sua casa.»

De uma só penada remete a Santa Sé para uma monarquia absolutista, incapaz de conseguir sobreviver!

Triste, muito triste, é a única coisa que me ocorre dizer mais!
.
.

7 comentários:

António Mexia Alves disse...

Este Padre não merece que o leiam nem comentem o que escreve ou diz. A única necessidade - GRANDE - que tem é que rezemos por ele para que a sua vocação de Padre seja verdadeiramente correcta e que, a sua saúde mental não se agrave ainda mais.
Se - apesar dos pesares - não fosse Sacerdote, talvez um par de estalos bem aplicados lhe fizesse ver a luz que não vê e a verdade que não alcança, assim... rezar por este pobre homem é o que nos resta - e temos obrigação - de fazer.

Eduardo disse...

E o tom, difícil de descrever mas tão evidente até nas pequenas noticias? Obrigado pelo comentário, que há tanto tempo me apetecia ver dito.

malu disse...

Temos outro "saramago". Mas, na sua "inteligência" mais novita que a do Papa, ainda assim, tem-nos a todos por estupídos. Esperteza saloia com maldade à mistura, que dó!

joaquim disse...

Pois é António!

O que é triste é perceber que este tipo de artigos para nada servem, a não ser dividir e destruir.

E com isto não digo que a Igreja, ou melhor, os homens da Igreja não são criticáveis, digo sim, que o podem ser numa perspectiva de construção e união.

Ora este tipo de artigos apenas serve o desmedido ego de quem o escreve, que apenas vê nos outros os defeitos que ele próprio tem.

Rezemos por ele, para que seja mais servidor e menos "mestre"!

Um abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Obrigado Eduardo!

Seja bem vindo a este espaço.

Um abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

É verdade Malu!

Julgo que aquilo nem é maldade, é apenas um ego desmedido, que não se contém por se achar um "iluminado"!

Um abraço amigo em Cristo

João Mexia Alves disse...

Estou surpreendido com as intrepretações subjetivas. Afinal parece que com o novo papa Francisco, o padre Anselmo está mais dentro da verdade.
Aconselho que assistam às suas homilias na R. de Gondarém no Porto às 19H15Estou surpreendido com as intrepretações subjetivas. Afinal parece que com o novo papa Francisco, o padre Anselmo está mais dentro da verdade.
Aconselho que assistam às suas homilias na R. de Gondarém no Porto às 19H15 ao domingo. E que vão aos colóquios que ele organiza com alguns dos mais reputados teólogos, filósofos, cientistas, etc de todas as nacionalidades. Também aconselho a leitura dos livros que escreveu. Um grande cristão que à parte ser um grande intelectual é sobretudo um homem que prega o amor pelo próximo. Muito corajoso que agora que chegou Francisco está a ser reconhecido. Há que estar atento e ter o Espírito aberto para avançarmos. Não foi exatamente isso que fez Jesus numa época totalmente improvável?