sábado, 8 de janeiro de 2011

SALMO DE UM CEGO

.
.




Senhor,
prostrado por terra,
ergo as minhas mãos para o Céu.

De onde me vem o auxílio?
De onde me vem a paz,
a serenidade, e a vida?

Apenas de Ti,
Senhor.

Cego pela luz do mundo,
avanço aos tropeções,
quero ver,
mas não vejo,
porque não acredito verdadeiramente.

Só Tu,
Senhor,
és a luz que rompe as trevas,
da minha cegueira.

Abre,
Senhor,
os olhos do meu coração,
para que,
acreditando no amor,
Te possa eu ver,
Senhor.



Monte Real, 7 de Janeiro de 2011
.
.

6 comentários:

Ailime disse...

Joaquim,
Muito obrigada por esta oração ao Senhor.
Que Ele me ilumine e a todos para nos curar das nossas cegueiras e que passemos a ver apenas pelo Seu olhar.
Abraço enm Cristo.
Ailime

joaquim disse...

Obrigado Ailime.

Um abraço amigo em Cristo

concha disse...

Lindo Joaquim!
Um abraço na Paz de Cristo

joaquim disse...

Obrigado Concha!

Um abraço amigo em Cristo

Paulo disse...

Lá diz o ditado:
"Pior cego não é o que não vê, mas sim aquele que não quer ver."
Gostei do poema

joaquim disse...

Obrigado Paulo.

Um abraço amigo em Cristo