terça-feira, 9 de março de 2010

PAI NOSSO NO FILHO

.
.
Filho do Pai
Que és nosso também
Porque nos foste dado
E Te deste também,
Que estás entre nós
E no Céu também
Santificado é o nome do Pai
E o Teu também
Que nos trouxeste o Reino dos Céus
Que é o Teu Reino também
Que fizeste a vontade do Pai
Que é a Tua também
Que é realizada no Céu
E queres realizada na terra também.
Dá-nos o pão de cada dia
Porque Tu és Pão também
Perdoa os nossos pecados
Porque Tu és perdão também
Ensina-nos a perdoar
Como nos perdoas também
Afasta de nós as tentações
Como as afastaste de Ti também
E livra-nos do mal
Que se afastou de ti também
E fica sempre connosco
Ámen.


Monte Real, 9 de Março de 2010

.
.

4 comentários:

DE MÃOS DADAS disse...

Lindo mesmo este
Pai nosso
Que seja feita a Sua vontade
Abraaço amigo em Jesus
Utilia

Zé Gusmão disse...

Olá Joaquim,

Depois do encontro desta noite com o tema «O pão nosso de cada dia nos dai hoje - O pedido do pão necessário», li o que escreveste e partilho um dos parágrafos do texto do trabalho de grupos, uma síntese preciosa: «Da necessidade ao dom. As necessidades do homem são muitas. O «Pai nosso» sublinha três (julgadas verdadeiramente essenciais): pão, perdão e força para não sucumbir à tentação. Com esta escolha o «Pai nosso» obriga-nos a um «esclarecimento existencial» (Schurmann): especifica quais são as verdadeiras necessidades, sem nos perdemos em caminho inúteis e desviantes. No pedido do pão está contido um verdadeiro programa de vida. No imperativo «dai-nos» estão a dependência e o dom, na palavra «nosso» a partilha e a fraternidade, no «hoje» a sobriedade, a quantidade necessária: nem a injustiça da miséria nem a injustiça da acumulação.
Um pão a partilhar. O pedido do pão não é uma prece individual, tem uma dimensão comunitária e social. Trata-se do nosso pão; é a comunidade em oração. O crente sabe que é de Deus que o recebe, mas não se trata de um pão só para ele. O pedido do pão implica uma ética da partilha».

Um abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Obrigado amiga Utilia!

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Obrigado Zé, pela reflexão que aqui nos deixas.

Abraço amigo em Cristo