sexta-feira, 12 de março de 2010

CARTA A JESUS NUMA SEXTA-FEIRA

.
.

















Meu querido Jesus

Hoje é Sexta-feira, o dia da semana em que a Igreja faz memorial da Tua Paixão, a Tua entrega de amor por todos nós pecadores, para nos libertares do pecado e da morte.

Oh meu Jesus, perdoa-me em primeiro lugar porque a memória, a vivência da Tua Paixão, devia ser constante em mim, devia estar inscrita no meu coração, para sempre Te adorar, e amar cada vez mais, e, no entanto, vivo tantos dias sem sequer me lembrar de que Tu morreste por mim.

Perdoa-me, também meu Jesus, porque muitas vezes me deixo levar por este pensamento de que morreste por todos nós, e assim, tento diluir a minha culpa na culpa colectiva, “fugindo” a enfrentar o meu pecado pessoal.

Meu querido Jesus, perdoa-me por tantas vezes não querer transportar a minha cruz, por tantas vezes deixar que Tu, Jesus, carregues sozinho a Tua e a minha cruz.

Afinal Jesus, que Cruz é a Tua, se não a minha cruz, as cruzes de todos nós, pesando nos Teus ombros?

E quando me revolto, quando não aceito, quando respondo, às vezes com raiva, às contrariedades, às humilhações, às dores, incompreensões e sofrimentos?
Perdoa-me, amado Jesus, e lembra-me sempre que tudo isso passaste por mim, e que não Te revoltaste, não protestaste, e mais do que isso tudo, perdoaste.

Às vezes sou chamado a ser o Cireneu, a ajudar a transportar a cruz dos meus irmãos, nos quais Tu estás, nos quais Tu és, e olho para o lado e faço de conta que não é comigo.
Perdoa-me, adorado Jesus.

Não leves em conta também, todas as vezes que não recebo a Tua Mãe em minha casa e não ouço os seus conselhos e não me deixo guiar pela sua mão.
Ensina-me, Jesus, a ser seu filho, como disseste a João, a recebê-la em minha casa e a aprender com Ela a dizer o sim da minha vida.

Apesar dos meus pecados, querido Jesus, permite que eu me abrace à Tua Cruz e «complete na minha carne o que falta às tribulações de Cristo, pelo seu Corpo, que é a Igreja». Cl 1,24

Coloca-me ainda mais, se possível, no amor do Pai, e mais uma vez, meu bom Jesus, não Te esqueças de nos dar, de me dar, uma “porção redobrada” do Espírito Santo, que me ensine, que nos ensine a todos nós a vivermos em amor e entrega total, a Tua Paixão.

Beija por mim a Tua e nossa Mãe, que tanto nos ama e por nós intercede constantemente.

Fica comigo, Jesus, e abençoa este Teu irmão pequenino que Te quer amar com a entrega de toda a vida que lhe deste.

Joaquim

07.07.06

.
.

6 comentários:

nova civilização disse...

obrigada meu amigo, por essa partilha. Essa entrega... que me faz olhar para dentro de mim e enxergar o quanto preciso me entregar mais, me doar mais e aprender dia a dia...

abraços em Cristo,

Gisele

concha disse...

Amigo Joaquim!
Um pouco menos atarefada,vim espreitar este cantinho.Irei lendo na medida do possivel,mas hoje esta meditação tocou-me,pela tua consciência do que é ser igreja e do que é querer ser como Ele.
Um abraço com muita gratidão por todas as reflexões que me ajudam a olhar para o meu interior

DE MÃOS DADAS disse...

Fico assim sem dizer nada.
Agradeço a Deus pela fé dos irmãos já que a minha é tão pouca.
Obrigado meu Deus porque criaste seres que te sabem amar e falar contigo Jesus.
Louvado seja Deus
Abraço em Cristo
Utilia

joaquim disse...

Amiga Gisele

Todos precisamos, todos precisamos!

Obrigado.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amiga Concha

Obrigado eu pelas tuas palavras que são um ânimo para continuar a deixar falar o meu coração d'Ele.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Amiga Utilia

A tua fé é igual à minha, forte e fraca ao mesmo tempo!

Obrigado!

Abraço amigo em Cristo