terça-feira, 10 de março de 2009

CAMINHO DE CONVERSÃO 7

.
.
Sábado, 21 de Junho de 2003

Obrigado Senhor, por mais este dia, por este dia.
Por todas as graças que hoje quiseste derramar em tantos irmãos, em tantos lugares. Não sei Senhor, quantas almas foram salvas, quantas alegrias nasceram, quantas esperanças foram confirmadas, quantas confianças deram fruto, quantas súplicas foram atendidas, quantas faltas foram perdoadas, quantos rancores e ressentimentos transformaste em perdão, quantos ódios e violências acabaram na paz, quantas tristezas deram origem a alegrias, quantas dúvidas retiraste para colocares a fé, quantos cegos não Te viam e passaram a ver, quantos surdos não Te ouviam e passaram a ouvir, quantos mudos não falavam e passaram a cantar-Te, a testemunhar-Te, quantos corações não amavam e passaram a amar-Te, quantos joelhos não se dobravam e prostrados passaram a adorar-Te, não sei, Senhor, quantos foram neste dia, em toda a humanidade, em todos os lugares dos mais conhecidos aos mais inóspitos, não sei, Senhor, mas dou-Te graças por todos eles.

Dou-Te graças também, por todos aqueles que não estão incluídos neste número, mas que Tu amas com o mesmo amor, e que um dia por Tua graça, irão receber todas estas graças, aquelas que Tu sabes, Senhor, que lhes são mais necessárias.

Obrigado, Espírito Santo, que oras no homem com “gemidos inexprimíveis” e assim pedes ao Pai, por Jesus Cristo, tudo aquilo que o homem precisa.

Obrigado, Senhor, por este ano de Catequese. Aceitei, Senhor, esta missão há um ano, não sei, Senhor, se por orgulho ou vaidade, ou porque Tu o colocaste no meu coração, mas não estou arrependido, Senhor, pois trabalhaste em mim, servindo-Te de mim.
Aprendi, Senhor e só Tu sabes se ensinei. Só Tu sabes, Senhor, porque só Tu conheces os corações daqueles jovens, só Tu sabes se as palavras e os gestos que fiz, foram meus, e portanto sem vida, ou se vieram de Ti e portanto tocaram os corações de todos eles.
Será orgulho, pelo menos um pouco de orgulho, mas gostava tanto, Senhor, de continuar a ver aqueles jovens na Missa, a sentir que aqueles jovens rezam, a conhecer que aqueles jovens não se vão afastar de Ti.
Diz-me, Senhor, o que queres que eu faça, e eu faço-o, assim Tu me dês a força e o ânimo para tal.
E agora, Senhor, no próximo ano precisas de mim na Catequese? Aqui estou, Senhor, entrego-me nas Tuas mãos, que seja feita a Tua vontade.

Fala, Senhor, que o Teu servo escuta!
Aqui estou, Senhor, de coração aberto para Ti. Desejo tanto escutar-Te, sentir-Te, ouvir-Te, seguir-Te, servir-Te, amar-Te, louvar-Te, adorar-Te. Que posso fazer, Senhor, que aumente a minha entrega, que concretize o meu desejo de Ti, que me preencha de Ti. Eu nada posso fazer, claro, se Tu não fizeres em mim.

Senhor, quero ser santo! Não para estar nos altares, mas para Te agradar, Senhor, para Te consolar, Senhor, para Te “afirmar” que o meu passado não existe e que acredito no Teu perdão.
Senhor, quero ser santo! Para que o meu pensamento esteja sempre em Ti, para que não dê um passo sem Te perguntar: Senhor, é isto que queres?
Para que não profira uma palavra sem que saiba que por Ti foi inspirada, para que não tenha planos, mas assuma os Teus planos para mim e para os outros, para Te invocar de manhã e à noite e durante todos os momentos da minha vida, para que o meu coração nada mais tenha, a não ser a Tua presença.
Quero ser santo, Senhor, para que aqueles que se cruzarem comigo, saibam que a Ti pertenço e que só Tu és o Senhor da minha vida e que isso é o melhor que me pode acontecer, e que só assim quero viver. Para que também eles queiram ser santos, para experimentarem as delicias de estar contigo, a alegria de viver contigo, as certezas de ser guiado por Ti, a confiança e a esperança de repousar em Ti.

Pelos poucos momentos que já passei em que me tocaste, Senhor, em que Te fizeste sentir, em que moldaste a minha vida pelos breves momentos em que eu deixei, eu digo-Te, Senhor, quero ser santo!

Quero amar os “meus” Judas, como Tu, Jesus, amaste o Teu, quero amar os que me querem mal, como Tu Jesus, amaste os Teus algozes, quero perdoar, Senhor, como Tu perdoaste e perdoas, quero pedir perdão, Senhor, para que o perdão cresça em mim.

Quero ser santo, Senhor, é uma decisão que coloco na minha vida, porque ao querer ser santo estou a fazer a Tua vontade, e eu quero fazer a Tua vontade.

Ah, Senhor, e a Cruz, a Tua Cruz! Também eu, Senhor, quero aceitar a minha cruz, a cruz que me pertence, a cruz da santidade.
Coloco o meu ombro a jeito, inclino a minha cabeça, encho o meu peito de ar, abro o meu coração para Ti, e digo-Te: Senhor, coloca a cruz nos meus ombros e sê o meu Cireneu, porque sem Ti, Senhor, não a consigo levar.
Tens que vir comigo, Senhor, para me ajudares a levantar as inúmeras vezes que eu cair, as inúmeras vezes que o meu coração vacilar, as inúmeras vezes que eu pensar que as minhas forças não vão chegar.
Quero ser santo, Senhor!

Glória ao Pai, ao Filho e ao Espírito Santo.
.
.

8 comentários:

Maria João disse...

A primeira vocação de um cristão é ser santo ... Este deveria ser o primeiro pedido a fazer a Deus Pai... Devia ser a grande "luta" desta vida ...


Rezo todos os dias para que sejas santo.




beijos

joaquim disse...

Obrigado Maria João, pelas tuas orações.

Ser santo é fazer a vontade de Deus em tudo nas nossas vidas.

Abraço amigo em Cristo

Graça Pimentel disse...

Mais uma oração linda! Eu também queria ser santa mas às vezes é tão difícil saber, no meu dia a dia, o que Deus quer de mim...
Que Ele me ajude a descovrir isso.

Um abraço amigo

MRB disse...

Fazem falta santos! Não sei quanto a essa catequese, mas este testemunho ensina-me, encoraja-me, anima-me:) Obrigada Senhor, pelo Joaquim!

joaquim disse...

Amiga Graça

Obrigado.

Deixa que Ele te conduza em tudo aquilo que sentes no teu coração que é recto e bom para ti e para os outros.

E o sorriso, o sorriso daquelas e daqueles que vivem com Ele sempre presente.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Ó MRB, obrigado!

Obrigado por ti e pela forma tão bonita e tão simples com expressas o teu amor por Ele nos teus desenhos.

Abraço amigo em Cristo

JúliaML disse...

"faça-se em mim a Tua Santa vontade"

joaquim disse...

Caríssima JúliaML

Julgo que é a primeira vez que tenho o prazer de a "ver" por aqui.

Obrigado pela visita.

É realmente essa entrega que faz as santas e os santos, tantas delas e deles anónimos para nós, mas que por nós intercedem no Céu, na Comunhão dos Santos.

Abraço amigo em Cristo