terça-feira, 21 de agosto de 2012

O NEVOEIRO


.
.





Hoje de manhã, quando saí de casa, estava nevoeiro e tive de ligar as luzes do carro para que os outros condutores me vissem, mas também para alumiar um pouco o meu caminho.

Dei comigo a pensar que por vezes o nevoeiro é tão intenso, que precisamos adiar a viagem, e decidimos que mal o nevoeiro passe a continuaremos em segurança.
Realmente, na vida do dia-a-dia da natureza, o nevoeiro não é coisa de muito tempo e passado uns minutos, umas horas, com a luz do Sol, acaba por levantar e permitir-nos uma visão mais nítida, a fim de podermos prosseguir a viagem

É curioso, também, que às vezes nas nossas vidas se instala um “nevoeiro” que não nos deixa ver mais ao longe e às vezes até nos quer impedir de fazer a viagem da vida.
Preferimos assim ficar sentados, prometendo que iniciaremos a viagem assim que o “nevoeiro” passar.

Só que este “nevoeiro” da vida não desaparece com a luz do Sol, nem desaparece se nada fizermos para o combater.

É preciso então, não esperar pela luz, mas sim procurar a Luz que possa iluminar o caminho das nossas vidas.

E procurar essa Luz, é procurar a oração, é procurar a Confissão, é procurar a Comunhão, é procurar viver a vida de fé, com confiança e esperança, afastando então o “nevoeiro” das dúvidas e das dificuldades.

Então, Aquele que é a Luz que nos ilumina, dá-nos a mão, “acende” os nossos “faróis” da fé, e assim podemos conduzir as nossas vidas com uma visão mais nítida do caminho a viver.

E essa luz que Ele coloca em nós, (e que nos compete manter acesa com a Sua permanente presença em nós), serve também para avisar os outros do caminho que percorremos, iluminando também um pouco o caminho daqueles que quiserem ver e viver o Caminho que Ele, Jesus Cristo, é para todos nós.


Monte Real, 21 de Agosto de 2012
.
. 


14 comentários:

Concha disse...

Este texto hoje, assenta-me que nem uma luva!No meio de preocupações,associaram-se as dúvidas e ontem foi dia de confissão.Nem sempre acontece com a frequência com que devia,mas ontem foi assim.E mesmo se as preocupações não deixaram de existir,surgiu uma tranquilidade interior que de certeza irá ser útil para o que se avizinha.Obrigada por estas palavras.
Que a Paz de Cristo te acompanhe sempre.

Dulce Gomes disse...

Por vezes é tão denso o nevoeiro que embarga até as nossas perspectivas de ir ao encontro da luz...esquecemos que essa Luz está dentro de nós, basta deixar que ela se acenda com o rastilho dos Sacramentos, da Palavra...
Obrigada Joaquim.
Abraço amigo

Graça Pimentel disse...

Por aqui os momentos são de nevoeiro. Oxalá eu saiba manter acesa a luz que Ele acende em mim e consiga ajudar a iluminar o caminho que todas temos pela frente.

Abraço amigo

joaquim disse...

Obrigado Concha.

A Confissão é sempre um oásis de paz e amor.

Um abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

É verdade, Dulce, é isso mesmo.

Um abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Eu sei Graça, do nevoeiro.

Mas em comunhão de oração Ele permitirá que a Luz esteja sempre acesa.

Um abraço amigo em Cristo

Marili Alves disse...

Lindo texto, nos faz refletir muito, estou a passar por esse nevoeiro, porém Jesus tem sido muito força para me manter de pé, pois fé é acreditar sem ter visto, eu não vejo nada mas não desisto.
Deus tem pausas assim como as grandes orquestras com músicas clássicas, porém a retomada é maravilhosa.
Deus abençõe, paz de Cristo e boa semana

Maria Olívia disse...

Este texto fez-me pensar na minha vida. Eu que ando com um nevoeiro tão, mas tão cerrado... que não sei como ir ao encontro da Luz. Confissão??? Oh Meu Deus atravesso uma crise tão grande nesse sentido.
Vou continuar a esperar que o nevoeiro se abra e consiga ver a luz.
Será muita ousadia pedir-lhe para compartilhar este texto no meu blog???
Maria Olívia

joaquim disse...

Olá Marili.

Obrigado.

Permite-me "discordar", (embora perceba o que queres dizer), mas Deus não tem pausas, ama sempre e eternamente!

Nós é que fazemos "pausas" no nosso amor por Ele.

Que Ele te abençoe e ajude a ultrapassar as dificuldades.

Um abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Maria Olivia

Obrigado pela visita e comentário.

Quanto à Confissão apenas lhe sugiro que se aproxime de um sacerdote e se confesse, sem mais pensamentos, porque a seguir perceberá o bem que fez a si própria.

Segundo: não espere que o nevoeiro passe, porque Ele não vai passar se a Maria Olivia não procurar a Luz para o romper.

Não conheço o seu blogue, mas se é um blogue cristão está à vontade para publicar este texto, com a referência óbvia a este blogue que pretendo ao serviço de Deus, servindo os homens.

Que Deus a abençoe, proteja e guarde.

Um abraço amigo em Cristo

Ailime disse...

Amigo Joaquim,
Um texto sublime!
Quando existe nevoeiro em nós "procurar a Luz"!
E o Senhor está sempre receptivo para nos ajudar a dissipar as nossas trevas.
Façamos por merecê-Lo (estou a falar por mim).
Grata por mais um excepcional momento de Catequese.
Abraço fraterno.
Ailime

joaquim disse...

Amiga Ailime

Obrigado!

Nós nunca O merecemos, mas Ele sempre se dá, porque nos ama com infinito amor.

Um abraço amigo em Cristo

lina disse...

Que bom voltar à oração com a leitura dos seus textos!obrigada.Abraço em Cristo

joaquim disse...

Obrigado Lina!

Deus a abençoe.

Um abraço amigo em Cristo