quinta-feira, 13 de setembro de 2007

QUERES QUE TE FAÇAM, FAZ TU PRIMEIRO!

Lucas 6,27-38.
«Digo-vos, porém, a vós que me escutais: Amai os vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, abençoai os que vos amaldiçoam, rezai pelos que vos caluniam.
A quem te bater numa das faces, oferece-lhe também a outra; e a quem te levar a capa, não impeças de levar também a túnica.
Dá a todo aquele que te pede e, a quem se apoderar do que é teu, não lho reclames.
O que quiserdes que os outros vos façam, fazei-lho vós também.
Se amais os que vos amam, que agradecimento mereceis? Os pecadores também amam aqueles que os amam.
Se fazeis bem aos que vos fazem bem, que agradecimento mereceis? Também os pecadores fazem o mesmo.
E, se emprestais àqueles de quem esperais receber, que agradecimento mereceis? Também os pecadores emprestam aos pecadores, a fim de receberem outro tanto.
Vós, porém, amai os vossos inimigos, fazei o bem e emprestai, sem nada esperar em troca. Então, a vossa recompensa será grande e sereis filhos do Altíssimo, porque Ele é bom até para os ingratos e os maus.
Sede misericordiosos como o vosso Pai é misericordioso.»
«Não julgueis e não sereis julgados; não condeneis e não sereis condenados; perdoai e sereis perdoados.
Dai e ser-vos-á dado: uma boa medida, cheia, recalcada, transbordante será lançada no vosso regaço.
A medida que usardes com os outros será usada convosco.»

O Evangelho de hoje é de uma beleza indescritível!
É também dos ensinamentos de Jesus Cristo, aquele que se torna mais difícil a cada um de nós viver.
O modo como muitas vezes somos educados, o modo como as pessoas à nossa volta se comportam no dia a dia e nós também tantas vezes, o modo como o mundo nos quer ensinar a individualidade e a importância do eu, o modo até como certas “espiritualidades”, “religiosidades” enaltecem o individuo na sua pretensa “capacidade” de sozinho tudo conseguir, o modo como a sociedade enaltece como “inteligentes” os que não olham a meios para atingir os seus fins, e como “fracos” os que se preocupam em não “pisar” ninguém, o modo como nos achamos possuidores das coisas, como propriedade individual e não como algo que o Senhor nos deu para nos servirmos a nós e aos outros, tornam a vivência deste ensinamento de Jesus Cristo uma extraordinária prova.
Reparemos numa grande diferença!
Antes aprendemos: «Aquilo que não queres para ti, não o faças aos outros» Tb 4, 15.
Agora é-nos dito: «O que quiserdes que os outros vos façam, fazei-lho vós também.» Lc 6, 31.
Por isso Jesus Cristo nos diz muito claramente:
«Não penseis que vim revogar a Lei ou os Profetas. Não vim revogá-los, mas levá-los à perfeição.» Mt 5, 17
E esta perfeição exige de nós uma missão, um empenhamento, uma vivência!
Já não podemos “ficar sentados” a viver as nossas vidas, não fazendo nada pelos outros, esperando que também eles nada nos façam.
Temos sim de nos entregarmos, de ajudarmos, de darmos não só o que nos é dado em bens materiais, mas também o que o Senhor por Sua graça vai derramando nas nossas vidas: A Fé, o Amor, a Confiança, a Esperança, a certeza de que Ele está sempre connosco, enfim, a Boa Nova!
Ainda por cima a recompensa é infinita, é eterna, porque é o Pai, que está nos Céus, que no-la vai dar!
Maior que tudo o que nos possam retribuir neste mundo por algum bem que façamos, é esta promessa de Jesus Cristo Nosso Senhor:
«Então, a vossa recompensa será grande e sereis filhos do Altíssimo, porque Ele é bom até para os ingratos e os maus. » Lc 6, 35b

9 comentários:

antonio disse...

Uma boa reflexão a partir do texto do Evangelho. Uma oração!

Fa menor disse...

É isso mesmo, Joaquim, boa reflexão, hoje estamos em sintonia...
Temos que amar primeiro, dar o exemplo, não basta não fazer mal, há que fazer o bem, a recompensa será tão, mas tão boa, que nem ousamos sequer imaginar como...

Bjinho

Fa-

Maria João disse...

Amor com Amor... vence o mal.

"Os outros têm de dar o passo." - dizemos. Mas, e por que não nós?

Jesus era inocente e paraq ue dessemos o passo para o perdão, deu Ele primeiro, apesar de não ter culpa nenhuma. E o que Ele sofreu...

Aliás, ainda hoje dá este passo em primeiro lugar... Será que nós respondemos sempre?

beijos em Cristo

joaquim disse...

Obrigado António.

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

Obrigado Fa

É bom estarmos em sintonia....

É o grande problema é esse, é muitas vezes afirmarmos: mas eu nunca fiz mal a ninguém! como só isso chegasse!
Jesus diz-nos mais: Para além de não fazeres o mal faz o bem, com tudo aquilo que te dou...

Abraço amigo em Cristo

joaquim disse...

É verdade Maria João

Mesmo antes de nós pedirmos perdão já Ele na Cruz pedia ao Pai que nos perdoasse porque somos fracos...

Tantas vezes que nós pensamos: Eu perdoo-lhe, mas tem que vir ter comigo, tem que pedir perdão...

O que Jesus ensina é dificil, muito dificil: Perdoa, mesmo que não te peçam perdão...

Com a Sua graça, conseguiremos...

Abraço amigo em Cristo

elsa nyny disse...

Só o amor tudo pode...

Vem ver o que aconteceu em Portugal, no DIA GLOBAL DE ACÇÃO POR DARFUR...


BJTS

Ver para crer disse...

Temos de fazer aos outros o que gostávamos que nos fizessem.

Muitos vezes sem esperar outra recompensa se não a de sabermos que estamos a cumprir a nossa obrigação.
Um abraço fraterno.

joaquim disse...

Caro Padre amigo do "ver para crer"

Na entrega aos outros, sempre recebemos...
E até podemos receber a dobrar!!!
Porque de Deus recebemos sempre a recompensa do bem que fazemos, mas podemos receber também do outro a quem nos entregámos...numa obrigação de amor!
Obrigado.

Abraço amigo em Cristo